Polí­tica

Termina hoje, segunda, (8), no Tocantins, o prazo para quem quer disputar as eleições municipais em 2008 ingressar em um partido político, sendo esta uma das regras para se lançar candidato. No restante do país o prazo expirou na última sexta-feira (5), feriado da autonomia do Tocantins, motivo que levou o TER-TO a protelar o prazo aqui no estado.

A regra vale para todos os eleitores e também para os políticos insatisfeitos com sua legenda e que pretendam mudar de partido para concorrer a uma vaga de prefeito ou vereador de sua cidade.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atualizados até setembro, o Brasil tem, hoje, 11.456.008 pessoas filiadas a um partido político. Ou seja, diante do total do eleitorado, cerca de 126 milhões, isso representa que cerca de 9% do eleitorado estará apto para se candidatar nas eleições municipais. O PMDB, PP, PSDB e PT são os únicos partidos que ultrapassam mais de um milhão de filiados: são 2.002.449 de peemedebistas, 1.237.672 pepistas, 1.109.428 tucanos e 1.063.719 petistas.

Já o Partido da Causa Operário (PCO), o "nanico" em número de filiados, tem 3.234 militantes em todo o país. Nem por isso deixou de marcar presença no cenário político nacional com o lançamento da candidatura de Rui Pimenta à Presidência da República nas duas últimas eleições.

O Partido Socialismo e Liberdade (P-SOL) também não atinge o número de 10 mil filiados. Apesar de ser representado no parlamento por um senador, José Nery (PA), e três deputados federais, Chico Alencar (RJ), Ivan Valente (SP) e Luciana Genro (RS), o partido tem, apenas, 8.763 filiados. No ano passado, entretanto, a presidente do partido e ex-senadora, Heloísa Helena, obteve 8.001.092 votos, o que representa 7,9% dos votos válidos para presidente.

Recém-criado como o P-SOL, o Partido Republicano Brasileiro (PRB) do vice-presidente José Alencar (MG), tem 8.050 filiados segundo os números do TSE. Nem por isso, deixa de estar representado no Senado da República, por Marcelo Crivella (RJ) e quatro deputados federais: Carlos Souza (AM), Kleber Verde (MA), Léo Vivas (RJ) e Marcos Antonio (PE).

Da redação com informações Agência Brasil

Por: Redação

Tags: Deputados, Política