Estado

durante a reunião entre governadores do Norte e Mercosul, realizada no Hangar - Centro de Convenções da Amazônia, em Belém (PA). Para o governador tocantinense, as características climáticas, vegetais, entre outras, ligam o Estado à região, que está crescendo e ganhando destaque nacional e internacional. "A região Norte, hoje está sendo ouvida e eu convoco a todos para que trabalhemos para um desenvolvimento ainda maior", disse.

Durante a reunião, Marcelo Miranda ainda pediu a atenção dos presentes para a necessidade de desenvolvimento de políticas para proteção da biodiversidade amazônica, a exemplo do patenteamento de plantas medicinais. O governador pediu ainda aos presentes que acrescentassem no documento final do encontro, a Carta do Pará, a inclusão de um tópico para que os governos desenvolvessem programas de educação a distancia, segundo ele, um importante sistema de educação e inclusão social.

Ele acrescentou ainda que ficou satisfeito com a integração dos estados do Norte, proporcionada pelo evento."Integração é uma palavra muito forte, é sinônima de parcerias e projetos que podem sair para a região", destacou.

A reunião se estendeu por toda a tarde e contou com a presença de 20 governadores e representantes de estados do Norte do Brasil e de paises que compõem o Mercosul, além da Venezuela e do Suriname. Também participou o governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB). Depois os governadores seguiram para um encontro com o presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT), que encerrou o encontro.

Carta do Pará

Durante a reunião os governadores debateram as propostas definidas em 3 GT - grupos de trabalho realizados durante a última quarta-feira por pesquisadores, secretários, acadêmicos e representantes de organizações não governamentais dos estados representados. Os projetos foram sugeridos dentro de três temas principais: Desenvolvimento Regional Sustentável, Cooperação Técnica-Científica Cultural e Universitária e Políticas Sociais Amazônicas. O relatório final integra a Carta do Pará, uma agenda para atuação conjunta destes governos.

O evento de Belém é o segundo Encontro de Governadores do Mercosul. O primeiro ocorreu nos dias 18 e 19 de maio deste ano, na Província de Tucumán, na Argentina, e envolveu as províncias do Noroeste argentino e os estados do Nordeste brasileiro. O próximo encontro deve acontecer no primeiro semestre de 2008, na província argentina de Chubut, com o nome de "Encontro de Governadores Amazônia-Patagônia, no marco da presidencia pró tempore do foro consultivo de municípios, estados federados, províncias e departamentos do Mercosul".

Secom

Por: Redação

Tags: Estado, Governador, Marcelo Miranda