Geral

FOLHA DE S. PAULO

Lula manda Mantega se acalmar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandou o ministro Guido Mantega (Fazenda) se acalmar e o repreendeu por lançar a idéia de novo imposto para a saúde e cogitar cortes em verbas do PAC e de programas sociais. "Não existe razão para ninguém ficar nervoso, nenhuma razão para que ninguém faça uma loucura de aumentar a carga tributária", disse.

Ministro critica greve de fome e diz que bispo é "intransigente"

Católico praticante, com sua carreira política construída a partir da igreja e de suas pastorais, o ministro Patrus Ananias (Desenvolvimento Social) afirma que dom Luiz Cappio tem sido "intransigente" e que a linha de sua greve de fome é um extremo "inaceitável". "É inaceitável ir ao extremo", disse o ministro. Patrus falou à Folha na quinta-feira, em seu gabinete. Antes, havia participado de uma missa ao lado de amigos da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

PF procura fora do Brasil US$ 50 mi do esquema Cisco

Documento apreendido pela Polícia Federal durante a Operação Persona provocou uma guinada nas investigações sobre supostas fraudes em importação de equipamentos da Cisco, a maior empresa do mundo de redes para computadores. Os papéis informam que os sócios da Mude, a principal distribuidora de produtos da Cisco no Brasil, teriam US$ 50 milhões fora do país, segundo documentos da investigação obtidos pela Folha.

"Lula será o grande líder em 2010", afirma Berzoini

Ao votar em Brasília, o presidente do partido e candidato à reeleição, Ricardo Berzoini, mandou um recado à base aliada: o PT quer um espaço "à altura do partido" nas eleições de 2010. Ele também declarou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva será o grande líder nas eleições presidenciais. "Em 2010, o presidente será o grande líder de sua sucessão. Evidentemente, o PT quer ocupar um espaço à altura do partido, mas o presidente é um eleitor fundamental porque o Brasil vai bem e a sua liderança popular cresce a cada dia", disse.

O ESTADO DE S. PAULO

Lula adverte Mantega e diz que novo imposto não está definido

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desautorizou ontem o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que em entrevista ao Estado defendera a criação de um imposto nos moldes da CPMF para financiar a área de saúde. "Ele vai ter de me convencer da necessidade disso", afirmou Lula, ao participar em Brasília do segundo turno das eleições internas do PT. "Eu vou decidir se vamos ou não vamos, se precisamos ou não precisamos. Eu quero ver todas as contas." O presidente reafirmou a intenção de reagir com cautela ao fim da CPMF, cuja prorrogação foi rejeitada pelo Senado.

Brasil assina acordo e volta a investir na Bolívia

Com o anúncio de que a Petrobrás aplicará US$ 750 milhões na Bolívia em quatro anos, o presidente Lula chegou ontem a La Paz em visita que marcará a retomada de investimentos brasileiros dois anos após o país vizinho ter nacionalizado o setor petrolífero, informa o enviado Nicola Pamplona. O governo Evo Moraes ainda enfrenta protestos. O departamento de Tarifa quer receber diretamente os royalties de empresas que exploram gás na região.

Mercosul promove "cúpula da discórdia"

A assinatura do acordo de livre comércio com Israel, conseguido após dois anos de duras negociações, deverá ser o ponto alto da Cúpula de Ministros e Presidentes do Mercosul que começa hoje em Montevidéu, no Uruguai. Mas, segundo diplomatas integrantes do bloco, a reunião promete ser "pífia" e "morna", além de ser marcada pela troca de farpas entre alguns presidentes, especialmente o anfitrião, Tabaré Vazquez, e a vizinha Cristina Kirchner, que só chegará a Montevidéu amanhã, poucas horas antes do encerramento oficial da cúpula.

O GLOBO

Lula enquadra Mantega e nega aumento de impostos

O presidente Lula desautorizou ontem declarações do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a criação de um novo imposto destinado à saúde, em substituição à CPMF. "Ele vai ter que me convencer da necessidade disso", afirmou Lula, dizendo ser contrário à "loucura de tentar aumentar a carga tributária".

Burocracia estimula favelização

Enquanto favelas crescem desmatando encostas até em áreas de preservação ambiental, o carioca que quiser derrubar legalmente uma só árvore sofre com a burocracia e pode ter de gastar R$ 5 mil. As exigências da prefeitura incluem a contratação de especialistas e o envio de plantas arquitetônicas, laudos técnicos e recibos de IPTU. A multa para quem não cumpre as regras chega a R$ 2.237,63 por árvore.

JORNAL DO BRASIL

Lula desmente Mantega

A pretensão do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de criar um novo imposto sobre movimentação financeira esbarrou na hierarquia. O presidente Lula reagiu ontem à idéia e quer explicações do comandado: "Ele (Mantega) vai ter que me convencer da necessidade disso. Ele falou para vocês (jornalistas), mas vai ter que colocar na minha mesa". Lula, que foi votar na eleição para a presidência do PT, disse esperar um crescimento maior em 2008 e que não há necessidade de ninguém fazer loucuras e aumentar a carga tributária.

Venezuela pede ajuda ao Brasil

Apesar de ser um dos países mais ricos do mundo em petróleo, falta o básico na Venezuela. O Brasil recebeu do vizinho uma lista com 88 produtos, como carne e leite, os quais precisa receber com urgência. O governo brasileiro não sabe quando poderá atender ao pedido.

CORREIO BRAZILIENSE

Crack destrói famílias de classe média no DF

Antes restrita a meninos de rua e consumidores de baixa renda, droga de efeito devastador avança agora entre moradores do Plano Piloto, Sudoeste, Octogonal e Lago Norte e Sul. Alguns, sem ter mais dinheiro nem o que vender para manter o vício, associam-se a traficantes ou recorrem a crimes como roubos e furtos. A venda e o consumo do entorpecente cresceram tanto que o centro de Brasília ganhou até uma cracolândia: funciona em uma espécie de praça chamada Redondo, entre o Conic e o Setor Hoteleiro Sul.

Delegado anda em carro de traficante

Ex-titular da Diretoria de Inteligência da Polícia Federal, o delegado Renato Porciúncula vai de casa até a Abin, onde é assessor especial, com um BMW avaliado em quase R$ 300 mil. Apreendido pela PF, o veículo pertencia a um criminoso e foi liberado pela Justiça par uso específico da polícia na repressão ao tráfico.

Presidente critica Mantega sobre "nova" CPMF

Lula considera "loucura" o aumento da carga tributária, defendida pelo ministro, e diz que precisará ser convencido da necessidade de um imposto para cobrir o rombo de R$ 40 bilhões no Orçamento.

Lula leva novos investimentos da Petrobrás para a Bolívia.

Em La Paz, presidente Lula anuncia hoje o retorno dos investimentos da Petrobras no país vizinho, depois da nacionalização, em maio de 2006. Serão mais de US$ 750 milhões nos próximos quatro anos.

ATUALIZADA EM:17/12/2007

Por: Redação

Tags: cpmf, Estado, Geral, Justiça, Política, Veículos