Palmas

Foto: Divulgação

 A estratégia da Força Tarefa de Combate à Dengue em Palmas será alterada a partir da próxima semana. Diferentemente do que acontece hoje, em que os mais de 100 homens realizam o trabalho de identificação e eliminação de focos do mosquito transmissor da doença por regiões, a partir da próxima semana, toda as regiões da cidade: a Central, a Norte e a Sul receberão as visitas dos agentes simultaneamente.

A decisão de uma nova estratégia por parte da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) se deve ao aumento de 56% número de focos do mosquito Aedes aegypti encontrados no início da segunda etapa da Força Tarefa de Combate à Dengue, se comparado com a primeira semana da ação em outubro passado, quando começou a operação.

Na primeira semana, em 2007, foram identificados e destruídos 184 focos do mosquito transmissor da dengue na Região Central , já na primeira semana da segunda etapa foram localizados 325 focos na mesma quantidade de imóveis e mesma região.

A partir do dia 15, cada região será coberta por 32 agentes, cinco homens para realizar o bloqueio em caso de suspeita de dengue com a investigação e eliminação de criadouros num raio de aproximadamente 150 metros, perfazendo um total aproximado de 82 imóveis, além dos 12 agentes de vigilância ambiental que farão borrifação.

O secretário municipal de saúde, Samuel Bonilha, enfatiza que através deste alteração o trabalho de prevenção será reforçado .”Esta mudança visa manter a ação permanente. Para cobrir toda a Capital demorávamos dois meses, agora a cobertura das equipes será mensal ”, ressaltou , afirmando que enquanto houver casos da doença haverá esforços da Semus para combater o mosquito Aedes aegypti.

Karlany Soares

Ascop

Por: Redação

Tags: Dengue, Força Tarefa, Palmas, Saúde