Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Moisés Avelino (PMDB), disse que há disposição para se discutir o projeto de reforma tributária encaminhado ao Congresso, desde que o processo seja democrático. Ele falou que o seu partido está aberto, e como a equipe econômica, defende mudanças no sistema tributário, para que ocorra uma justa e igual partilha dos impostos entre os Estados e desonere o setor produtivo e o contribuinte.

Avelino tem uma preocupação. Como ficará a sobrevivência financeira dos Estados diante da unificação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS e do IVA-F (Imposto sobre Valor Agregado), que irá unificar três tributos federais existentes hoje: PIS (Programa de Integração Social), Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) e Cide (Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico). Este imposto irá incidir sobre bens e serviços.

Avelino acredita que todos querem esta reforma, e por isto, confia no diálogo para acomodar os aspectos polêmicos e assim alcançar um projeto que atenda os estados e municípios, desonerando o setor produtivo e o contribuinte.

Da redação com informações Assessoria de Imprensa

Por: Redação

Tags: Política