Ciência & Tecnologia

A informação é do ministro Franklin Martins, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, após palestra sobre inclusão digital. Ele explicou que depois de quatro meses de negociação as empresas aceitaram alterar a obrigação, estabelecida no Plano Geral de Outorga, de instalar Postos de Serviços Telefônicos (PSTs).

"A telefonia fixa é algo que, do ponto de vista de perspectiva, está em declínio. Chegamos à conclusão de que não fazia muito sentido as companhias investirem grande quantidade de recursos para universalizar algo que, na verdade, está em declínio. E que seria melhor para o país se houvesse uma troca de obrigação. Chegou-se a isso: elas vão levar banda larga a todas as sedes de municípios do país", disse.

Segundo o ministro, serão instalados acessos a banda larga em todas as 55 mil escolas públicas urbanas do país, onde estudam cerca de 84% do total de alunos. O serviço será oferecido gratuitamente às escolas até o final do período de concessão das teles, daqui a 18 anos. O governo, acrescentou, ainda estuda formas de levar internet em banda larga para as escolas rurais.

Martins ressaltou que ainda neste ano 40% dos municípios serão atendidos com banda larga, outros 40% em 2009 e os 20% restantes, em 2010.

O anúncio oficial das modificações, de acordo com o ministro, será feito em até dois meses, porque os últimos "pequenos" detalhes jurídicos ainda estão sendo acertados.

Fonte: Revista Info on line

Por: Redação

Tags: Banda Larga, Mundo Digital