Geral

Criação nacional de informação sobre crimes contra população GLBT e criação de um fundo nacional de combate a homofobia são algumas da proposta aprovadas na I Conferência GLBT do Tocantins, realizada em Palmas entre os dias 27 a 28 de Março.

Ao todo os delegados elegeram 12 propostas para serem apresentadas na conferência nacional que será realizada em Brasília, de 6 a 8 de junho, e propuseram algumas diretrizes para a elaboração do Plano Estadual de Combate a Homofobia.

Durante a conferência estadual, também foram escolhidos 16 delegados (seis do poder público e 10 da sociedade civil) que representarão o Tocantins nas discussões nacionais. Entre os delegados eleitos está Jules Rimet Trajano Silva, de Augustinópolis, que comemorou a sua escolha para participar da conferência nacional, e elogiou a conferência estadual. "O evento foi bem organizado, as discussões apresentaram um bom nível, ótimos palestrantes. Até me surpreendeu pela qualidade!".

Para Silvânio Mota, presidente do Giama – Associação Grupo Ipê Amarelo de Conscientização e Luta Pela Livre Orientação Sexual, a conferência foi um sucesso e atingiu os objetivos almejados.

A I Conferência Estadual GLBT foi realizada pelo Governo do Estado por meio da Secretaria da Cidadania e Justiça, com o apoio da Secretaria da Saúde, da Educação e Cultura e da Prefeitura de Palmas na Sala Sinhozinho, no Espaço Cultural, em Palmas.

Fonte: revista A Capa

Por: redação

Tags: Geral, Giama, Homofobia, LGBT