Campo

Como o rebanho da Ilha do Bananal deve ser vacinado contra febre aftosa ao ser retirado da área, a Adapec – Agência de Defesa Agropecuária irá estipular a data para a saída e vacinação dos animais de cada retiro cadastrado. Na Ilha existem mais de 400 retireiros. A decisão foi acertada na tarde desta terça-feira, dia 10, em reunião entre o presidente da Agência, Humberto Camêlo, o procurador da República, Álvaro Manzano, o representante da Polícia Federal, Inacy Pereira e o representante da Funai - Fundação Nacional dos Índios – Euclides Lopes.

Ainda ficou acertado na reunião, que a operação de retirada do rebanho será iniciada na próxima segunda-feira, dia 16, com a leitura do mandado pelos oficiais da Justiça Federal a cada criador de gado. A notificação iniciará na parte Sul da Ilha, nos retiros próximos à divisa com o estado de Goiás. A expectativa é que ainda na próxima semana, os animais comecem a ser transportados, ordenadamente.

O presidente da Adapec, Humberto Camêlo, explica que todos os animais da Ilha do Bananal, por serem vacinados somente uma vez ao ano devido às condições climáticas e geográficas do local, devem receber nova dose da vacina, garantindo a total imunização. "Quem descumprir a legislação poderá ter os animais sacrificados", disse o presidente.

Além de vacinados contra febre aftosa nos estados de destino, em propriedades definidas pelos órgãos e requisitadas pela Procuradoria da República, os animais devem ser transportados por corredores sanitários (rota) estabelecidos pelos órgãos de Defesa Sanitária de cada estado (Goiás, Mato Grosso e Tocantins). No Tocantins foram estabelecidos sete corredores sanitários.

Depois da vacinação, será emitida imediatamente a GTA – Guia de Trânsito Animal - para a propriedade de destino, que em até 15 dias será supervisionada pelo Serviço Veterinário de cada estado. Essas determinações foram estabelecidas pelo Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Animais

De acordo com dados da última vacinação no local, o rebanho da Ilha chega a 92.320 animais, sendo 78.106 animais no Tocantins, 9.782 animais em Goiás, e no Mato Grosso, 4.432 bovinos cadastrados.

 

Fonte: Ascom Adapec

Por: redação,

Tags: Adapec, Febre Aftosa, campo, ilha do bananal