Polí­tica

Foi indicada nesta segunda-feira, 9, a Comissão Provisória encarregada de gerir o diretório do PMDB de Porto Nacional a partir de agora. A Comissão foi montada depois que a Executiva Estadual do partido decidiu por 9 votos a 2 fortalecer a organização do partido para o pleito municipal de outubro.

A decisão da Executiva Estadual foi tomada com base em parecer da Comissão de Ética e Disciplina que votou por 5 votos a 1 a favor da estruturação de uma Comissão Provisória. A redação do parecer coube à sub-relatora e vice-presidente do Conselho de Ética do diretório estadual, Lidiane Barros.

A comissão terá todas as prerrogativas para lançar candidatos, realizar convenção municipal e fazer coligações. Maria Deuselice Aires Vitorino Deuselice foi destituída da presidência do partido no município, por ter, segundo o parecer, cometido infrações contra o organismo partidário tratadas pelo Código de Ética e Disciplina.

Por sugestão da relatora do parecer a nova Comissão estruturada é formada por membros que tem mandato e que não tem rejeição com nenhum dos grupos do PMDB no município.

Entenda o caso

Maria Deuselice Aires Vitorino foi acusada por membros e filiados do PMDB de Porto Nacional de excluir inúmeros filiados sem comunicação prévia, o que resultou na perda de filiados históricos do partido, alguns com mais de vinte anos.

Pesou também contra Deuselice a acusação de hostilidade contra dirigentes da executiva estadual e desobediência às deliberações tomadas pelas instâncias superiores do partido durante a eleição do diretório na cidade, em 2006.

Membros da Comissão provisória

1- Antônio das Graças Pereira do Rego Barros (presidente)

2- Edgar Mascarenhas Tavares

3- Osmar Medrado de Souza

4- Larirene Costa Braga

5- Helder rafael Mota Negreiro Brito

6- Pedro de Oliveira Neto

7- Aderson da Silva Costa

8- Guilherme Azevedo Soares

9- Justino Tavares dos Santos

10- Otalmir Alves Barros

11- Zacarias Carvalho Gonçalves

 

Umberto Salvador Coelho

Da redação com informações do PMDB

Por: redação

Tags: PMDB, Política, Porto Nacional