Geral

A pior performance registrada na cobertura vacinal contra a poliomielite no sábado deste final de semana passado ficou com a região norte que conseguiu vacinar apenas 45% das crianças. Segundo a assessora do Programa Nacional de Vacinação, Marlene Tavares, este resultado se deve às distâncias da região e às dificuldades de notificação de resultados.

Ainda assim, segundo a assessora, a cobertura no Tocantins alcançou 60% da meta. No Centro-Oeste foram vacinadas 65% das crianças, sendo que no Distrito Federal o índice de vacinação ficou acima de 90%.

Os dados do Ministério da Saúde apontam que a região Sul foi a que teve a maior cobertura, chegando a 80% da meta. No Rio, segundo o Ministério, chegou-se a 56% das crianças, em São Paulo a 61% e em Minas Gerais a 54%. A média de vacinação no Nordeste ultrapassou a nacional, chegando 54%. No Maranhão, porém, a cobertura de vacinação foi de apenas 44%.

9,3 milhões vacinadas

Os dados do ministério da saúde indicam que cerca de 9,3 milhões de crianças até cinco anos foram vacinadas no sábado, em todo país, contra a poliomielite. Esse número corresponde a 59% das 15 milhões de crianças nessa faixa de idade.

A meta do ministério é atingir pelo menos 95% das crianças até o dia 31 de julho, quando termina formalmente a primeira etapa de vacinação este ano. A partir desta segunda-feira, 16, os postos de saúde de todo o país estarão abertos para aplicação das vacinas, entre as 8 horas e 17 horas. A segunda etapa da vacinação deste ano ocorrerá no dia 9 de agosto.

Palmas

Em Palmas foram vacinadas 15.509 crianças, o que corresponde a 63% do total de 24.417 menores de cinco anos. Os pais que não vacinaram seus filhos poderão levá-los a um posto de saúde até sexta-feira, 20, em toda a Capital.

 

Umberto Salvador Coelho

Da redação com informações MS

Por: redação

Tags: Geral, Poliomielite, Saúde, Vacinação