Estado

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Tocantins divulga, nesta quarta-feira, dia 30, o edital do concurso público para provimento de 10 vagas para o Curso de Formação de Oficiais, 10 ao Quadro de Oficiais Bombeiros Militares Especialistas e 70 para o Curso de Formação de Soldados Bombeiros Militar. O edital será publicado no Diário Oficial do Estado e também estará disponível nos sites da Corporação (www.to.gov.br/bombeiros ) e da Unitins (www.unitins.br).

As inscrições serão realizadas exclusivamente através da internet, por meio da Untins, a partir de segunda-feira, dia 4, até 31 de agosto. O concurso abrange cinco etapas: prova intelectual (questões objetivas e redação em Língua Portuguesa); testes de aptidão física; exames psicológicos; avaliações médica e odontológica; e investigação social e da vida pregressa dos candidatos. As três primeiras etapas serão realizadas pela Unitins e as demais serão realizadas pelo Corpo de Bombeiros.

O procedimento de inscrição começa pelo preenchimento da ficha eletrônica. Em seguida, o candidato deve imprimir o DARE – Documento de Arrecadação Estadual – e pagá-lo em qualquer instituição bancária ou casa lotérica. A taxa de inscrição é de sessenta reais para os candidatos aos cursos de oficial e soldado e de R$ 80,00 para os candidatos a oficiais do quadro de especialistas. A comissão lembra aos interessados que, antes de efetuarem a inscrição, leiam o edital e se certifiquem de que preenchem todos os pré-requisitos.

Os candidatos a alunos-oficiais e alunos-soldados devem ter nível médio e 10% das vagas são destinadas a mulheres. Os candidatos a oficiais especialistas, de ambos os sexos, devem ter nível superior, com diploma reconhecido pelo Ministério da Educação, sendo: três vagas para bacharel em Direito, duas para bacharel em Ciências Contábeis, duas para bacharel em Ciências Econômicas, duas para bacharel em Administração e uma para bacharel em Ciências da Computação. As provas para o Curso de Formação de Oficiais serão realizadas em horário distinto das provas para soldados, possibilitando aos candidatos participarem dos dois certames.

A jornada de trabalho, durante toda a carreira no Corpo de Bombeiros, será em regime de tempo integral, com dedicação exclusiva, cujas atividades, de essencial interesse público, poderão se desenvolver no horário diurno e noturno, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Os bombeiros militares poderão prestar serviço em qualquer unidade da Corporação no Tocantins.

Alguns pré-requisitos

Ter entre 18 e 30 anos para soldados e 18 e 35 anos para oficial;

Ter nacionalidade brasileira;

Ter concluído o ensino médio ou superior (oficiais especialistas);

Estar em dia com as obrigações eleitorais e em pleno gozo dos direitos políticos;

Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;

Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;

Ter altura mínima de 1,63m para o sexo masculino e 1,60m para o sexo feminino;

Não ser ex-aluno(a) ou ex-servidor(a) público(a), civil ou militar, desligado(a), demitido(a) ou exonerado(a) por incompatibilidade ou motivo disciplinar;

Ter conduta irrepreensível e idoneidade moral inatacável. Não possuir antecedentes criminais;

Não ter exercido atividades prejudiciais ou danosas à segurança pública ou à segurança nacional;

Não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público;

Estar devidamente aprovado em todas as etapas do concurso público e classificado dentro do número de vagas estabelecido no edital.

CFO – Curso de formação oficial

O CFO prepara o oficial do Corpo de Bombeiros para executar e comandar diretamente as ações relacionadas à prevenção e combate a incêndios, busca e salvamento, socorro de urgência, atividades de defesa civil e inspeção das condições de equipamento e instalação, empregando processos específicos de extinção de fogo, evitando danos materiais e humanos, eliminando seus riscos e protegendo os bens que se encontram no local do sinistro, mantendo em condições de utilização os equipamentos de combate ao fogo, resgatando vítimas de inundações, desabamentos e outros acidentes, empregando equipamento especial, conforme o caso, para livrá-las de situações perigosas ou da morte.

Os cinco primeiros colocados na prova intelectual iniciam o CFO em 2009 e os demais a partir do exercício de 2010. O curso tem a duração de três anos e é realizado em outro estado da federação. Durante o período de formação, o cadete (aluno) recebe subsídio de R$ 1.501,24 a R$ 1.608,64, além de uma bolsa de estudo de igual valor para cobrir despesas com alimentação, pousada, ensino e locomoção urbana. Os cadetes que concluírem o curso com êxito passam ao estágio probatório, como aspirante a oficial, com salário de R$ 3.218,25. Após o estágio, o bombeiro inicia a carreira militar no posto de tenente podendo galgar ao posto de coronel.

Oficiais especialistas

Os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas ofertadas ingressam no cargo de 1º Tenente do Quadro de Oficiais Bombeiros Militares Especialistas – QOBM/E. A posse se dará a partir do exercício de 2009 e o ingressante no cargo será submetido a curso de habilitação profissional, cuja aprovação é requisito para ascensão na carreira militar. O subsídio inicial, no posto de tenente, é de 3.782,26. Os oficiais especialistas seguem carreira no Corpo de Bombeiros, podendo chegar ao posto de major.

CFSd – Curso de formação de soldados 

O CFSd prepara a praça do Corpo de Bombeiros para realizar atividades de prevenção e combate a incêndios, busca e salvamento, socorro de urgência, atividades de defesa civil e inspeção das condições de equipamentos e instalações. O curso tem caráter eliminatório e classificatório, com duração mínima de oito meses, realizado pela Escola de Formação de Bombeiros, em Palmas. Durante a formação, o militar, no grau hierárquico de aluno-soldado, receberá o subsídio de R$ 730,99. Após a aprovação no CFSd, o militar passará a graduação de soldado, com salário de R$ 1.455,82.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Corpo de Bombeiros Militar

Por: Redação

Tags: Bombeiros, Concurso, Estado