Campo

Começa nesta segunda-feira, 11, nova auditoria do Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para avaliar o sistema de defesa sanitária avícola do Estado. Depois da visita, o Tocantins poderá receber nova classificação sanitária junto ao Programa Nacional de Sanidade Avícola. A última vistoria aconteceu em setembro e o Tocantins recebeu classificação C.

A auditoria está prevista para acabar na sexta-feira, 15, e os técnicos visitarão as unidades regionais, locais e barreiras de trânsito da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins. Na ocasião serão observadas as atividades de controle de trânsito inter e intraestadual de aves, os procedimentos de atenção a suspeitas de doenças das aves e as ações de emergência sanitária avícola, entre outras.

Segundo o presidente da Adapec, Humberto Camêlo, a expectativa é que o Tocantins receba um status superior. “Na primeira avaliação, todos os estados da Federação receberam classificações que agora podem ser melhoradas. E é o que todos estão tentando”, explica o presidente, acrescentando que o Tocantins e outros 11 estados receberam classificação C. Nenhum estado recebeu classificação “A” e somente Santa Catarina recebeu classificação “B”. Outras oito unidades federativas ficaram com a letra “D”.

São avaliados os seguintes quesitos: Descrição da atividade, Sistema de Atenção Avícola, Execução dos Atos Normativos do Plano Nacional de Sanidade Avícola e Capacidade de Resposta à Emergência Sanitária.

PNPIA

O Plano Nacional de Prevenção à Influenza Aviária visa o fortalecimento do sistema de atenção e vigilância veterinária e à implementação do Programa Nacional de Sanidade Avícola, em todo o território nacional.

Avicultura

Atualmente o Tocantins tem mais de 2,5 milhões de aves controladas sanitariamente. O plantel de corte conta com 2.111.500 frangos, um aumento de 59% nos últimos quatro anos. Em 2004, o número de aves era de 1.329.000. O Tocantins tem três abatedouros avícolas, localizados nas cidades de Dianópolis, Paraíso e Aguiarnópolis.

 

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Adapec, Sanidade, campo