Polí­tica

Em nota enviada à imprensa na tarde desta quarta-feira, 13, a assessoria do candidato à reeleição para a prefeitura de Gurupi, Alexandre Abdalla (PR), diz que Josi Nunes está tentando confundir os eleitores gurupienses na questão da condenação pelo juiz Nassib Cleto Mamud, da 2ª. Zona Eleitoral ao jornal "A Notícia em Ação".

Na decisão o magistrado ordenou a paralisação da distribuição do referido jornal e proibiu que o mesmo publicasse outros textos de cunho ofensivos à honra da candidata Josi Nunes.

Segundo a nota, Josi estaria divulgando notícias em seu site informando que o texto do jornal foi pago por Alexandre Abdalla. A nota nega que Abdalla tenha autorizado tal publicação e diz que tais ações mostram que a assessoria da candidata vem usando “táticas infelizes de propagandas muito usadas no antigo regime nazista de Adolf Hitler, onde o propagandista Goebbels defendia que uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade". A nota encerra dizendo que a sentença do magistrado não fez qualquer referência ao candidato Abdalla.

 

Confira a Nota

Nota a imprensa

Em face de notícia mentirosa publicada hoje (13/08) no site da candidata Josi Nunes, cumpre-nos prestar à sociedade gurupiense os seguintes esclarecimentos:

1. Mais uma vez a assessoria da candidata Josi Nunes (PMDB) tentou macular a imagem do Dr. Abdalla por meio da manipulação de notícias mentirosas no intuito de prejudicar o candidato Abdalla e favorecer a candidata Josi Nunes. Tais ações mostram que a assessoria da candidata vem usando táticas infelizes de propagandas muito usadas no antigo regime nazista de Adolf Hitler, onde o propagandista Goebbels defendia que "uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade";

2. Em nenhum momento a assessoria de comunicação do candidato Abdalla autorizou qualquer publicação de anúncios em jornais impressos ou tentou manipular alguma notícia. Muito menos, a notícia veiculada no jornal "A Notícia em Ação", onde o editor colocou o seu ponto de vista, e não o do candidato Abdalla.

3. O candidato Abdalla respeita a liberdade de imprensa e não aceita que essa liberdade seja mal usada para ludibriar o eleitor.

4. Como o próprio título da notícia diz: a "Justiça puniu foi o jornal que difamou a candidata Josi Nunes" e não o candidato Abdalla, que não tem nenhuma ligação com o jornal e nem com publicação da notícia que afirmava que: "Josi será um fracasso para Gurupi, pois pensa com a cabeça do marido, que acha que tem que levar vantagem em tudo. Pobre dos cofres públicos".

5. É importante frisar que na sentença o magistrado proibiu o jornal de outras publicações ofensivas, mas não fez qualquer referência ao candidato Abdalla, por entender que este não tem qualquer envolvimento com o fato. A assessoria de Josi Nunes tentou sim, foi transferir a negatividade do fato publicado para promover a imagem da candidata às custa do bom nome do candidato Abdalla.

Por: Redação

Tags: Alexandre Abdalla, Gurupi, Política