Estado

Foto: Elson Caldas

O diretor-presidente do grupo EDP Energias do Brasil, Antonio Pita de Abreu, chegou em Palmas nesta quarta-feira, 17, para visitar a Usina Hidrelétrica (UHE) Luis Eduardo Magalhães, em Lajeado, a 50 km da Capital. Após a visita, Pita teve encontro com o governador Marcelo Miranda, onde anunciou a intenção do grupo em criar cinco novas usinas hidrelétricas de grande e médio porte.

Há uma semana foi concretizada a operação onde a EDP Energias do Brasil assumiu o controle de 73% da empresa Investco, que opera a usina de Lajeado, em troca da cessão, ao Grupo Rede da participação na Enersul, distribuidora de energia do Mato Grosso do Sul.

Para o presidente do grupo Energias do Brasil, os estudos de duas das cinco UHE estão avançados e serão concluídos até o fim deste ano. “Ainda dependemos de outros fatores, como viabilidade econômica e ambiental, mas temos interesse em continuar investindo no desenvolvimento do Tocantins”, afirmou. Os projetos das novas UHE estão localizados nos municípios de Rio Sono e Novo Acordo.

Segundo o secretário estadual da Indústria e Comércio, Eudoro Pedroza, o Tocantins é um dos estados interessados em modificar a legislação tributária de energia elétrica. “Atualmente, quem recebe os impostos da energia elétrica são os estados que a consomem e os que produzem como o Tocantins, exporta 90% de sua produção de energia e consome uma quantidade ainda pequena, o valor desses impostos acaba indo para estados mais industrializados, como São Paulo”, afirmou.

Além da Usina Hidrelétrica de Lajeado, com capacidade para produzir 902 megawatts, a Energias do Brasil possui o controle da UHE Peixe Angical, inaugurada em 2006, com capacidade para produzir 452 megawatts.

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: EDP, Estado, Hidrelétricas, Lajeado