Polí­tica

Foto: Divulgação Ação ilegal tem por finalidade minar a base eleitoral de Vanderlei Barbosa Ação ilegal tem por finalidade minar a base eleitoral de Vanderlei Barbosa

Durante a sessão plenária desta quarta-feira, 24, o vereador Wanderlei Barbosa (PSB) informou aos presentes que nesta madrugada quando estava na praça do Distrito de Taquaruçu, presenciou um carro distribuindo panfletos, onde os mesmos eram anônimos e divulgavam o salário que ele (Wanderlei) recebia como também de alguns familiares dele.

De acordo com o parlamentar ele ligou para a polícia e imediatamente e seguiu o carro, que foi perseguido pelas ruas do distrito. "Conseguimos parar o carro e quem estava dentro do veículo era o chefe de gabinete da primeira-dama Dulce Miranda, Samuel Antonio Bastos. Fiquei surpreso ao encontrá-lo", disse Barbosa.

O vereador comentou ainda que para ele a intenção dos panfletos era denegrir a imagem dele e de seus familiares, mas ressaltou que todas as providências serão tomadas. "O gabinete da primeira-dama Dulce terá que provar todos os salários expostos e os carros que disseram que eu tenho alugado para o município. Isso me deixou chateado, porém estou mais forte", frisou o parlamentar.

Também demonstraram apoio ao colega os vereadores Edna Agnolin (PDT), Alberto Guimarães "Gordo" (PT), Rilton Faria (PT) e Orion Milhomem (PMDB). "Temos que ficar vigilantes com esse acontecimento. Estou do seu lado Wanderlei. É preciso acionar a justiça e pedir uma alta indenização sobre esse caso. Nós não vamos ter medo de enfrentar nenhum deles", destacou Edna.