Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Ação emergencial desenvolvida dentro da Operação Peixe Vivo, de terça-feira, 23, até esta quinta-feira, 25, pela equipe da Unidade Regional do Naturatins de Formoso do Araguaia, em parceria com a Cipama – Companhia Independente de Polícia Militar Ambiental, resultou no salvamento de 53 piroscas filhotes e adultos, espécie em risco de extinção.

Os animais estavam em um pequeno lago na área da Cobrape - Companhia Brasileira de Agropecuária e foram transferidos em uma caminhonete para lagos com maior volume de água, localizados a quase 20 km do local do resgate.

Esse é o segundo resgate de piroscas realizado em menos de dez dias, já que no último dia 15, a equipe do Naturatins de Lagoa da Confusão salvou 22 animais numa propriedade próxima ao lago Verde. Os peixes foram transferidos para a Lagoa da Confusão, no centro da cidade.

Equipes do Naturatins prosseguem monitorando mananciais na região de Formoso do Araguaia e Lagoa da Confusão para verificar a necessidade de novos salvamentos.

Operação

A Operação Peixe Vivo é desenvolvida pelo Naturatins, de agosto a outubro, meses de maior estiagem, quando o nível d’água de vários córregos, riachos, lagos e canais de irrigação chega a seu ponto mais baixo o que impossibilita a sobrevivência dos peixes. No trabalho, fiscais do Naturatins realizam o resgate de animais adultos e jovens fadados à morte pela falta de água. Os peixes são recolhidos e transportados para os rios da região.

O presidente do Naturatins, Marcelo Falcão Soares, solicitou a contribuição dos proprietários de áreas com cursos d’água que diminuem seu volume neste período, para que os mesmos facilitem o acesso dos técnicos para a realização do trabalho de resgate. “Qualquer cidadão pode ligar na Linha Verde do Naturatins, através do telefone 0800 63 1155 ou procurar umas de nossas unidades regionais e informar locais onde haja a necessidade do salvamento de peixes”, ressaltou Falcão.

Balanço

Segundo o Naturatins, em 2007 a Operação Peixe Vivo resultou no salvamento de 6.028 peixes jovens e adultos que estavam fadados a morte, dentre eles, tucunaré, pirosca, cará, piau, traíra, pacu, piranha, cari, cará-pirosca, corró, lampreia, além do resgate de três botos-cinza na região de Formoso do Araguaia. A operação foi realizada nos municípios de Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Arapoema, Araguacema, Sandolândia e Figueirópolis.

 

Fonte: Secom