Polí­tica

Foto: Henrique Romero

Cerca de 150 alunos do Colégio Marista de Palmas participaram hoje da Votação Paralela. Os estudantes do 9° ano do Ensino Fundamental e do 1° ano do Ensino Médio preencheram 500 cédulas com os números dos candidatos a prefeito e vereador da Capital. As cédulas serão usadas na Votação Paralela para a auditoria da Urna Eletrônica da Capital que será sorteada na véspera das Eleições.

Após preencherem as cédulas e depositarem na urna de lona, os alunos assistiram ao DVD da peça “Voto vendido: consciência perdida”, escrita e encenada por servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) para conscientizar a população sobre a importância do voto. Motivados pela peça, os alunos fizeram perguntas direcionadas ao Juiz Presidente da Comissão da Votação Paralela Dr. Helvécio de Brito Maia Neto, ao Procurador da República Dr. Álvaro Lotufo Manzano e aos servidores do TRE-TO.

Os alunos perguntaram sobre vários assuntos, como quais as punições para compra de votos, se um candidato com antecedentes criminais pode se candidatar, se os presos podem votar, como são escolhidos os mesários e sobre pesquisas de intenção de votos. Ao final, a urna de lona foi lacrada e o lacre rubricado pelo Juiz, pelo Procurador e pelos servidores do TRE-TO.

 

Fonte: TRE

Por: Redação

Tags: Alunos, Marista, Política