Cultura

Foto: Gil Correia

Numa parceria entre a Academia Gurupiense de Letras (AGL) e a Fundação Cultural do Tocantins (FCT), em novembro acontecerá em Gurupi, a primeira versão do Projeto Rodas de Leitura. O evento integra as comemorações alusivas ao aniversário de nove anos da AGL, sendo que o projeto pretende trabalhar a obra de Machado de Assis.

Para acertar os detalhes dessa parceria, o gerente de Literatura da Fundação Cultural do Tocantins, Osmar Casagrande esteve reunido na manhã de quarta-feira,15, com os integrantes da AGL. Casagrande disse que o objetivo do projeto é promover o estímulo da leitura, bem como aprofundar o conhecimento sobre parte da obra do escritor e jornalista Machado de Assis, no ano do centenário da sua morte. "Além da AGL, estamos formalizando parceria com as Academias Tocantinense e Palmense de Letras, bem como, com a Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinese", afirmou.

No sábado, 18, a AGL fará uma reunião, as 20 horas, no Centro Cultural Mauro Cunha, onde serão escolhidos os autores-guia que vão conduzir a leitura em cada roda literária, bem como o local onde acontecerá o encontro semanal.

Cada edição do projeto será direcionada a 20 pessoas e terá duração máxima de 90 minutos. A ousadia do leitor-guia e a forma de convencimento dos ouvintes-leitores serão a tônica, no sentido de motivar os participantes a ler, discutir e pesquisar sobre Machado de Assis - considerado o maior escritor brasileiro - e sua importância para literatura brasileira e mundial.

O presidente da Academia Gurupiense de Letras, Eliosmar Veloso, destaca a realização do projeto por contribuir decisivamente para o desenvolvimento do gosto pela leitura e à formação de leitores.

Sobre a iniciativa de se trabalhar com a obra de Machado de Assis, Veloso observa que o escritor não se esquiva da abordagem dos mais espinhosos temas: desde as alucinações e desvarios dos atos humanos até o ridículo provocado pelas distinções de classes sociais, num Brasil que se pretendia moderno e liberal.

 

Zacarias Martins

Por: Redação

Tags: cultura, Fundação Cultural, Gurupi