Estado

Os 100 anos de imigração japonesa para o Brasil será celebrado nesta terça-feira, 11, em Palmas, em cerimônia no Palácio Araguaia marcada para as 14 horas.

O evento será promovido pelo Governo do Estado e pelo Grupo Parlamentar Brasil-Japão, que fará a apresentação do projeto chamado de "Sonho Brasileiro", que será representado por um painel gigante, feito com meio milhão de origamis (arte japonesa de dobrar papel). O painel está sendo construído com origamis dobrados em todos os estados brasileiros, inclusive do Tocantins, e simbolizará o centenário da imigração japonesa para o Brasil, comemorado este ano.

Participarão da cerimônia, além do governador Marcelo Miranda, o coordenador das comemorações dos 100 Anos Brasil-Japão, deputado federal Willian Woo, o vice-presidente do grupo, Walter Ihoshi, e a coordenadora do grupo no Tocantins, a deputada federal Nilmar Ruiz (DEM).

Durante a cerimônia em Palmas, representantes do Grupo Parlamentar contarão um pouco da história da imigração japonesa e ensinarão a fazer origamis. Os papéis dobrados no Tocantins serão enviados para Brasília, onde serão incluídos no grande painel que ficará exposto permanentemente na Câmara dos Deputados, que retratará as bandeiras do Brasil e do Japão.

A imigração japonesa ao Brasil

Em 18 de junho de 1908, chegou ao porto de Santos, trazendo 165 famílias para trabalhar nos cafezais do oeste paulista, o navio Kasato Maru ,considerado pela historiografia oficial o primeiro navio a aportar no Brasil com imigrantes japoneses.

Com o fim da Primeira Guerra Mundial, o fluxo de imigrantes japoneses para o Brasil cresceu enormemente. Devido a superpopulação dos campos e cidades japonesas, causando pobreza e desemprego, o governo japonês passou a incentivar a ida de japoneses para o Brasil.

A maior parte dos imigrantes chegou no decênio 1920-1930. Já não iam apenas trabalhar nas plantações de café, mas também desenvolveram o cultivo de morango, chá e arroz no Brasil. Hoje, o País abriga a maior população japonesa fora do Japão. São cerca de 1,5 milhão de pessoas.

O que é origami?

Origami é a arte japonesa de dobrar papel. A origem da palavra advém do japonês ,"ori" significa dobrar, e "gami" vem de "kami" que significa papel.

No origami tradicional as folhas de papel devem ser quadradas e não se usa o corte para formar a figura. Porém, a cultura do origami japonês, que se desenvolve desde o Período Edo - conhecido por ser o inicio do período moderno do Japão-, não é tão restrita acerca destas definições, permitindo o corte do papel durante a criação do modelo, ou começando com outras formas de papel como a retangular, circular, etc.

Transmitida de geração em geração entre os japoneses, desenvolveu-se de forma cativante. Mas, hoje está muito longe de ser uma arte exclusiva ou principalmente japonesa. Há adeptos em todo o mundo, e inclusive dobraduras tradicionais do ocidente. Segundo a cultura nipônica, aquele que fizer mil origamis teria um pedido realizado.

Fonte: Assessoria de Imprensa dep. Nilmar Ruiz

Por: Redação

Tags: Estado, Imigração, Origamis, Palácio Araguaia