Palmas

Conhecer, valorizar, difundir e resgatar a cultura afro-brasileira. Buscar ações transformadoras, por meio da arte, cultura e formação, para que se possa iniciar um processo de mudança e participação efetiva dos seus alunos e conseqüentemente da comunidade, são os principais objetivos da Escola Municipal de Tempo Integral de Jornada Ampliada Cora Coralina ao desenvolver o projeto interdisciplinar: Dia da Consciência Negra, "A Boneca Africana".

A execução do projeto acontecerá de hoje, 17, até o dia 20, data em que se comemora o Dia da Consciência Negra. Durante esses quatro dias de evento, os 900 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental juntamente com a comunidade local terão a oportunidade de participarem de atividades que envolvam várias manifestações culturais relativas à cultura e a história da África, tais como dança afro, excursões virtuais, teatro, contadores de história, além de uma palestra com Patrícia Oliveira, graduada em História pela Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Atividades

17/11 - a partir das 14h

Contadores de história: "Kiara Munanga, a Boneca Africana"

18/11 - a partir das 14h

Exposição de fotobiografias, filmografia: "Sentido na pele" e desfile "África Fashion".

19/11 - 9h

Palestra: Africanidade no Brasil com Patrícia Oliveira, graduada em História pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), com a participação de acadêmicos angolanos.

20/11 - 14h

Encerramento do projeto com apresentações culturais do grupo de dança da escola, do coral e do teatro com a peça "Abolição da Escravatura".

 

Fonte: Site da Prefeitura de Palmas

Por: Redação

Tags: Consciência Negra, Educação, Evento, Palmas