Estado

Foto: Esequias Araujo

Os moradores do estado de Santa Catarina atingidos pelas fortes enchentes da última semana vão receber a solidariedade do governo do Estado e do povo tocantinense. A ação foi anunciada pelo governador em exercício Paulo Sidnei, após reunião com secretários estaduais, na manhã desta quarta-feira, 26, no Palácio Araguaia, em Palmas.

Segundo Paulo Sidnei, todos os estados estão ajudando Santa Catarina e o Tocantins também irá ajudar. “Não há ninguém tão pobre que não possa ajudar. Conclamamos toda a sociedade, o empresariado tocantinense, servidores, enfim, todas as pessoas a ajudarem esses brasileiros em situação difícil”, afirmou. O governador Marcelo Miranda, que cumpre agenda oficial em Londres, Inglaterra, se mostrou solidário ao povo catarinense e aprovou a ação do governo, segundo Sidnei.

Paulo Sidnei disse também que conversou, na manhã desta quarta-feira, 26, com o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique Silveira, para informá-lo sobre a ajuda do governo do Tocantins. “Conversamos com o governador Luiz Henrique e ele nos passou duas contas correntes, do Fundo de Solidariedade da Defesa Civil de Santa Catarina, para quem quiser fazer doações em dinheiro, pois, dessa forma, o governo catarinense poderá ajudar os desabrigados de maneira mais ágil”, explicou.

As contas correntes são: Banco do Brasil: Agência: 3582-3, Conta Corrente: 80.000-7, e do Banco Bradesco: Agência: 0348-4, Conta Corrente: 160.000-1. O CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Fundo é: 044.268.83/0001-57.

De acordo com a secretária estadual de Trabalho e Desenvolvimento Social, Valquíria Rezende, as principais necessidades informadas pelo governo catarinense são de água potável, leite em pó, colchões, roupas, cobertores. “Somos um Estado pequeno, mas temos um povo solidário. Nosso Estado também já atravessou situações de enchente, e sabemos da importância da ajuda humanitária”, afirmou.

Valquíria disse que a expectativa do governo é que na próxima sexta-feira, 28, as primeiras doações recolhidas no Tocantins sejam enviadas para Santa Catarina. “Temos um avião da Força Aérea Brasileira à disposição para enviar os donativos, além de caminhões que seguirão com as doações. Esperamos arrecadar cerca de 40 toneladas de donativos”, afirmou.

Segundo a secretária, além dos itens citados, qualquer pessoa pode doar qualquer coisa para ajudar os desabrigados pelas chuvas em Santa Catarina. “As pessoas que quiserem ajudar, podem entregar as doações em qualquer destacamento da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, das unidades da Setas e do Pioneiros Mirins em todo o Estado. É importante frisar que qualquer coisa doada colabora com os desabrigados”, afirmou.

Entre as principais pastas envolvidas na mobilização estão a Casa Civil, secretarias de Trabalho e Desenvolvimento Social, Indústria e Comércio, Saúde, Segurança Pública, Comunicação, Gabinete do Governador, Procuradoria do Estado, além da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

Chuvas em Santa Catarina

Segundo informações da Defesa Civil de Santa Catarina, desde o fim de semana, foram registradas 84 mortes em todo o Estado. Pelo menos 30 pessoas estão desaparecidas e mais de 54 mil tiveram que deixar suas casas e ir para abrigos públicos ou casas de amigos e parentes. Outros oito municípios estão isolados, que somam uma população de cerca de 97 mil moradores.

Seis municípios catarinenses decretaram estado de calamidade pública por causa das chuvas. São elas: Gaspar, Rio dos Cedros, Nova Trento, Camboriú, Benedito Novo e Pomerode.

Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita Santa Catarina nesta quarta-feira para avaliar os estragos causados pela chuva no Estado. Lula também deve assinar uma medida provisória liberando aproximadamente R$ 700 milhões para socorrer as pessoas que ficaram desabrigadas pelas enchentes, cobrindo parte dos prejuízos causados pelo desastre natural. De acordo com a Defesa Civil, a chuva que atinge o Estado deixou 84 mortos. Mais de 54 mil pessoas deixaram suas casas, sendo 22.952 desabrigados e 31.087 desalojados.

A MP deve beneficiar também outros estados afetados pela chuva. De acordo com o colunista Ilimar Franco, o presidente Lula se reuniu com ministros para discutir o assunto nesta manhã e deve embarcar para Santa Catarina por volta do meio dia. O governo federal deve liberar ainda cerca de R$ 40 milhões para a recuperação das rodovias federais danificadas. (Com informações do G1 e O Globo)

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Campanha, Desabrigados, Estado