Polí­tica

Foto: Cláudio Frascari

Dentre os que estão a caminho do Palácio Araguaia em 2010, o nome do senador João Ribeiro (PR), 56 anos, foi um dos que mais despontou nas últimas eleições municipais. Projeção definida e com modéstia quando o próprio senador afirma que serão seus companheiros juntamente com a população que irão definir o cargo que ele estará disputando nas próximas eleições: ao senado ou ao governo.

“Em função do apelo que existe e da convocação dos prefeitos, dos vereadores, dos líderes e da própria comunidade, que hoje deseja que a gente dispute o governo do Estado; se fosse hoje as eleições eu teria que disputar ao governo do Estado. É claro que isto tem ainda muita água para rolar. Nós estamos há quase dois anos das eleições e temos um ano de articulação política e nós vamos estar trabalhando na articulação para definir [os nomes] para o final deste ano para que no ano que vem nós já possamos estar com uma candidatura posta na rua, caso for este o desejo da população”, explicou o senador.

João Ribeiro disse que a União do Tocantins está integrada e que o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) estará ao lado dele na disputa de 2010. “O Siqueira é importantíssimo. Individualmente, sem dúvida nenhuma ele é um dos maiores líderes da nossa história. É um homem que construiu muito, fez muito neste Estado, quase tudo que o Tocantins tem deve-se a ele e nós estaremos juntos nas disputas. Com certeza, é um nome forte que a União do Tocantins tem e, portanto, nós não vamos disputar o mesmo cargo. Eu tenho certeza que nós teremos uma disputa juntos numa boa composição, ou um disputando o Governo, outro disputando o Senado e assim por diante”, afirmou.

Ainda focando os rumos da sucessão estadual em 2010, Ribeiro disse que o atual momento é de fazer alianças e que vê com bom ânimo e entusiasmo o apoio das correntes políticas do PMDB e PT em apoiá-lo na sucessão do governador Marcelo Miranda (PMDB). “Estamos conversando com o PMDB, com o PT. Este último é um partido que trabalha há algum tempo aliado conosco (PR) e estamos em bastante consonância. Em Brasília, com o presidente Lula, temos tido boas conversações com o PMDB”, disse o senador.

Ribeiro acredita ainda que, se caso caia a verticalização, haverá boas possibilidades de costurar aliança com os Democratas. “Nós temos conversado com os Democratas, através da senadora Kátia Abreu e do deputado João Oliveira, portanto, há várias possibilidades e não fechamos as portas para ninguém, pois tem tudo para caminharmos numa boa aliança para o ano que vem”, informou.

Fonte: Atitude Online