Estado

O ano de 2009 começa com boas novas para os pacientes cardiológicos do Tocantins. No início de janeiro, o HGP – Hospital Geral de Palmas realizou a primeira correção endovascular de aneurisma/dissecção de aorta torácica e de aorta abdominal. Outras cirurgias já estão sendo agendadas pela Central de Regulação do Estado.

O primeiro caso foi realizado no paciente Manoel do Carmo, 41 anos, morador de Nova Rosalândia, que apresentava um aneurisma de aorta torácica com alto risco de ruptura iminente e morte. Dois irmãos do paciente já faleceram pelo mesmo problema. Segundo o médico endovascular Charlston C. Rodrigues, foi uma cirurgia importante e pioneira no Tocantins.

O paciente Benedito Aranha, 77 anos, morador de Alvorada, no sul do estado, foi submetido ao tratamento. “Meu marido estava com uma bomba relógio no abdômen, se estourasse seria fatal”, conta emocionada a esposa, Sônia Aranha.

Os dois procedimentos endovasculares são realizados por meio de um tratamento inédito no Tocantins. Uma endoprótese é introduzida no aneurisma através de uma pequena incisão na artéria femoral (localizada na virilha), evitando-se a realização de cirurgias abertas com incisões extensas no tórax e no abdome. É uma técnica menos invasiva, que oferece um menor risco de complicações graves e menos tempo de internação. “O tratamento endovascular nas doenças da aorta é uma nova era na medicina da capital e da região, colocando a cidade de Palmas ao nível dos melhores centros do Brasil”, revela o médico coordenador e responsável pelos procedimentos cardíacos e endovasculares, Andrés G. Sánchez, na cidade de Palmas.

Antes, se um paciente necessitasse desse tipo de tratamento teria que ser transferido para outros estados, com risco de complicações graves que isto poderia gerar. Agora, com profissionais qualificados e treinados nos melhores centros de referencia do Brasil e com modernos equipamentos no Serviço de Hemodinâmica do Instituto Cardiovascular de Palmas (ICP), inaugurados em fevereiro de 2008 no HGP, os usuários do SUS - Sistema Único de Saúde no Tocantins usufruem uma maior qualidade e rapidez nos tratamentos de alta complexidade.

Fonte: Secom