Estado

O Sindicato dos Farmacêuticos do Tocantins (Sindifato) protocolou o junto às secretarias de Estado da Administração (Secad) e da Saúde (Sesau) ofícios solicitando uma retificação no edital do concurso da saúde para os cargos de farmacêutico e farmacêutico bioquímico e sugerindo alterações.

O Sindifato recebeu resposta de ambos se limitando a dizer que o expediente foi encaminhado à Comissão de Concurso da Unitins para avaliação. Por várias vezes o Sindifato tentou agendar uma reunião com a Comissão de Concurso para apresentar as sugestões, mas até o momento não obteve êxito.

Foram encontradas pelo sindifato, discordâncias entre o conteúdo programático e as atribuições do cargo de farmacêutico bioquímico. Além de encontrar o mesmo conteúdo programático em pelo menos quatro concursos anteriores a este. "Em pesquisa realizada internet encontramos o mesmo conteúdo programático para o cargo de farmacêutico bioquímico em outros concursos já realizados”, disse o presidente do sindicato, Renato Melo.

O Sindifato irá avaliar legalmente a utilização de conteúdos de concursos disponibilizados na internet por terceiros. "Nossa preocupação é o prejuízo que os farmacêuticos estão sujeitos por prestar um concurso onde o conteúdo programático é idêntico a outros concursos e a existência de discordância entre as atribuições do cargo e o conteúdo apresentado. Não queremos nem imaginar como serão as questões dessa prova" informou.

O concurso da Saúde ainda não tem uma data definida para ocorrer, mas o Sindifato espera corrigir esses equívocos o mais breve possível, visto o grande número de recursos apresentados no concurso do quadro geral, realizado pela mesma instituição.

Fonte: Assessoria de imprensa Sindifato

 

 

Por: Redação

Tags: Concurso, Estado, Sesau, Sindifato