Economia

Lucratividade do grupo de comunicação mais importante da região Centro-Norte do País não foi atingida pela crise e cresceu 22% em relação a de 2007.

A Organização Jaime Câmara (OJC), maior grupo de comunicação e mídia da região Centro-Norte do Brasil, não sentiu os efeitos da crise e registrou crescimento significativo em Receita Líquida, Ebitda (lucro antes dos impostos, taxas, depreciação e amortização) e lucro líquido.

O lucro líquido do Grupo OJC foi de R$ 48,7 milhões, incremento de 21,70% no acumulado de 2008 em comparação a 2007. A receita líquida combinada dos 23 veículos do grupo cresceu 14,1%, atingindo R$ 226 milhões em 2008. Considerando apenas os três veículos impressos - O Popular, Daqui e Jornal de Tocantins – a receita líquida foi de R$ 86 milhões, 16% a mais que em 2007.

A geração de caixa medida pelo Ebitda cresceu 32% em 2008 chegando a R$ 75 milhões. Ao se considerar o Ebitda apenas dos três impressos, o aumento foi de 71% alavancado também pelo aumento 17% na circulação destes meios de comunicação.

Segundo o CEO da Organização, Fernando Magalhães Portella, o ganho é reflexo do processo de transformação iniciado em dezembro de 2003. “Estamos colhendo os frutos da implantação de uma agressiva agenda de integração competitiva, que privilegia o binômio tecnologia/pessoas, construindo a base de sustentação para uma empresa de mídia 24X7. Alicerçados no tripé máxima cobertura, forte jornalismo local e política de comercialização, vamos manter nossa liderança absoluta de audiência 24 horas, 7 dias da semana em TV, jornal, rádio e Internet nos estados de Goiás e Tocantins. Pensou informação e entretenimento, haverá um produto OJC formatado para atendê-lo.”

Cenário

Mesmo com a crise, que continua chacoalhando o mundo financeiro, o crescimento da economia da região Centro-Norte dá confiança ao empresariado e os veículos de comunicação locais. Goiás foi o estado no qual a renda da população mais cresceu nos últimos anos.

Circulação e audiência

Somente O Popular e o Daqui cresceram 20% em circulação, quatro vezes mais que a média do País conforme dados do Instituto Verificador de Circulação (IVC). O Popular, por exemplo, é líder de vendas em Goiás entre os leitores das classes A e B com 38 mil exemplares de media diária de vendas. Já o Daqui, voltado para a classe C, com 65 mil exemplares de media diária de vendas, consolidou sua marca em apenas dois anos como a publicação que mais cresceu na região.

A Rede Anhanguera, que engloba as 11 emissoras de TV afiliadas à Rede Globo e 9 emissoras de rádio (uma delas, a CBN FM de Goiânia), confirmam suas respectivas posições de liderança de audiência em todos os horários. Os destaques são a grade da Rede Globo e as rádios CBN e Executiva FM, que têm um share de audiência maior que a soma de todos os concorrentes.

Organização Jaime Câmara

O Grupo Jaime Câmara é hoje o principal complexo de comunicação do Centro-Oeste brasileiro, formado por 23 veículos sediados nos estados de Goiás, Tocantins e Distrito Federal. São onze emissoras de TV afiliadas à Rede Globo, três jornais – O Popular, Jornal Daqui e Jornal do Tocantins – e nove emissoras de rádio. Integram o grupo ainda a TMK Call Center e o portal Goiasnet.

Da redação com informações Portal Fator Brasil

 

Por: Redação

Tags: Economia, Organização Jaime Câmara