Estado

Foto: Laurienny Machado

Dando início a uma das prioridades da sua pasta, a regularização fundiária rural e urbana do Tocantins, o secretário de Assuntos Estratégicos, Paulo Mourão reuniu-se na tarde desta segunda-feira, dia 4, com o grupo executivo do programa Terra Legal do MDA- Ministério do Desenvolvimento Agrário, presidente e técnicos do Itertins - Instituto de Terras do Estado do Tocantins e representantes do Naturatins – Instituto Natuteza do Tocantins, superintendente do Incra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária e presidente do Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais.

Também estava presente o gerente Regional do SipamCidade – Sistema de Proteção da Amazônia, projeto da Casa Civil da Presidência da República, que durante a manhã reuniu-se com Mourão para tratar do projeto que tem o objetivo de gerar informações sobre os municípios da Amazônia que serão usadas no planejamento de ações nos municípios visando a inclusão social e o desenvolvimento sustentável.

As discussões são para que o Terra Legal seja lançado nos próximos dias no Tocantins pelo Governo do Estado. O projeto que tem por base a MP 458 de 10 de fevereiro de2008, e os decretos 6.829, que trata da regularização de terras urbanas da União, e 6.830 que trata das áreas rurais, ambos de 27 de abril de 2008. A reunião do grupo continua nesta terça-feira, dia, 5, na sala de reuniões do Itertins para finalizar o debate sobre a forma como o trabalho será realizado no Estado e quais municípios serão atendidos ainda em 2009 com o cadastro e georreferenciamento e titulação das terras. Trabalho que terá a parceria do Governo Federal com Estado e Municípios. De acordo com a assessora técnica do MDA, Shirley Abreu o Terra Legal vai atuar em três frentes que são o reconhecimento da terra para quem precisa, o combate à grilagem e a preservação ambiental.

O secretário Paulo Mourão colocou a preocupação do governador Marcelo Miranda para que as ações no Tocantins tenham a maior celeridade possível. Ele apresentou sugestões sobre a montagem das equipes de trabalho que vão realizar o trabalho de campo.

Habitação

Ainda na tarde desta segunda-feira, dia 4, Paulo Mourão participou de uma reunião na Sehab - Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano com prefeitos de cerca de 20 municípios que estão com pendência na prestação de contas com recursos do PAC Pró-Moradia, destinado à construção de casas populares, em parceria com os governos federal, estadual e municipais.

Paulo Mourão destacou que uma das ações da Secreetaria de Assuntos Estratégicos, definidas pelo governador Marcelo Miranda, é oferecer assessoria técnica às Prefeitutas para prestação de contas de recursos obtidos juntos aos governos federal e estadual. “Alguns prefeitos recebem os recursos e encontram dificuldade em aplicá-los em obras, devido à dificuldade em fazer a prestação de contas. A partir de agora, por determinação do governador Marcelo Miranda, estaremos detectando as Prefeituras com dificuldade na aplicação e prestação de contas dos recursos para oferecer a orientação técnica necessária”, explicou Mourão. Na ocasião, o titular da Sehab, Aleandro Lacerda, lembrou aos prefeitos que a liberação de novos recursos para habitação pela Caixa depende da prestação de contas das obras em andamento.

Fonte: Assessoria de Imprensa Paulo Mourão