Esporte

Foto: Divulgação

De volta à Palmas os 6 Novos Talentos do Tocantins participaram de uma entrevista coletiva nesta sexta, 03, pela manhã, na sede da Celtins, organizadora do evento no Tocantins.

Na bagagem, trouxeram muita história pra contar. “Eu fiquei mais impressionado com o Codó (velocista do projeto Rede Atletismo), conversei com ele e descobri que nascemos na mesma cidade”, conta Maicom Santos, um dos Novos Talentos de Paraíso.

A única mulher do grupo, Adelma Rodrigues, de Taguatinga, falou aos repórteres sobre a experiência de ter sido selecionada mesmo enfrentando dificuldades: “Eu tive falta de ar no meio da prova, não consegui completar, mas continuei (nas outras provas) e deu tudo certo”, relata a atleta que passou mal na prova de 1.000 metros mas foi selecionada pelo critério técnico após conseguir ótimos resultados nas provas seguintes. Renato dos Santos, de São Valério da Natividade, falou sobre o antigo sonho de se tornar um jogador de futebol que foi substituído pela oportunidade de se tornar um profissional do atletismo: “Eu queria ser goleiro, mas agora não vai dar, o atletismo foi uma grande chance que apareceu e eu vou agarrá-la e me dedicar ao máximo”.

O atleta da capital, Paulo Henrique, se destacou na prova de lançamento de pelota ao alcançar a marca de 78 metros enquanto a média de seus concorrentes foi de 50 metros. “O técnico ficou impressionado com o meu arremesso” contou o atleta. Na mesma prova, outro destaque foi Fernando de Sousa, de Araguatins, que mesmo improvisando no treino, substituindo a pelota por uma garrafa de refrigerante Pitchula, conseguiu a marca de 72 metros. O atleta do norte do Estado obteve ainda o primeiro lugar em todas as provas de velocidade das 5 seletivas realizadas.

Em Formoso do Araguaia, Alexandre Negre, que jogava vôlei na escola falou dos primeiros testes no projeto e de sua popularidade na cidade: “Quando comecei a fazer os testes todo mundo falou que eu ia passar porque eu pulava muito alto”. E completou: “Ninguém quer correr comigo lá porque eu sempre ganho”.

Os 6 tocantinenses foram aprovados na fase final do projeto Rede Atletismo, realizada nos dias 29 e 30 de junho, e despedem-se do Tocantins, a partir de agosto, para morar na sede do projeto, o Centro Nacional de Excelência Esportiva - CNEE, em Bragança Paulista. No CNEE, os atletas terão todo o suporte necessário para se tornarem profissionais do atletismo como moradia, bolsa auxílio, assistência médica, odontológica, psicológica, além do suporte de técnicos de nível olímpico.

Fonte: Assessoria de Imprensa Celtins