Campo

O Centro Universitário Luterano de Palmas – Ceulp/Ulbra tem executado junto com os agricultores familiares do Assentamento Mariana, em Palmas, capital do Tocantins, o projeto Transtecon - Transferência Tecnológica para Conservação de Grãos e Sementes.

O projeto, vinculado ao curso de Engenharia Agrícola do Centro Universitário Luterano de Palmas – Ceulp/Ulbra e desenvolvido com o apoio do CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, visa entre outros resultados fortalecer a agricultura familiar.

Coordenado pela professora Dra. Conceição Aparecida Previero, o projeto conta com uma equipe constituída por pesquisadores e bolsistas do CNPq, sendo três engenheiros agrícolas, dois administradores, um assistente social, uma pedagoga, um cartunista e uma acadêmica do curso de engenharia agrícola, caracterizando assim, a multidisciplinaridade das ações.

Partindo de um diagnóstico inicial junto aos agricultores, a equipe de pesquisadores vem desenvolvendo experimentos, capacitações e a difusão de técnicas e de sistemas de pós-colheita. A partir do conhecimento adquirido, tecnologias desenvolvidas pela Universidade Federal de Viçosa estão sendo implementadas como Unidades de Teste e Validação (UTVs) para auxiliar na conservação pós-colheita, como o determinador de umidade, a fornalha à carvão para secagem e o silo-secador.

Em resgate a cultura de armazenar produtos e grãos em paiol, o projeto incentivou esta prática com a construção de um paiol no Assentamento Mariana.

Entre as necessidades verificadas no assentamento, estava a ausência de uma máquina de beneficiamento de arroz. Assim, para dar uma alternativa a mais aos assentados para produzir cereal, na dinâmica do projeto foi estabelecido a instalação da máquina para auxílio na produção de cereais para alimentação e geração de renda.

Conservação Natural

O Transtecon abrange a conservação das sementes utilizando produtos naturais como o nim, cinamomo, pimenta malagueta e açafrão, acondicionados durante um período de oito meses em embalagens propícias e de fácil acesso, como papel, polietileno e garrafas PET.

Os agricultores familiares participam de todo as fases do projeto, sendo orientados e recebendo instruções por meio de cartilhas educativas e ilustradas, além de cursos preparatórios. As temáticas dos cursos são oferecidas pela equipe e escolhidas pelos agricultores.

O Transtecon é destaque tanto na produção do conhecimento científico, quanto nos benefícios que oferece ao agricultor e a comunidade em que está inserido.

Conceição Aparecida Previero

Possui graduação em Biologia pela Universidade de Bauru (1986), Mestrado(1996) e Doutorado(2001) em Engenharia Agrícola pela Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Pré-Processamento de Produtos Agrícolas, atuando principalmente nos seguintes temas: sementes, armazenamento, qualidade fisiológica, secagem, pós-colheita de deterioráveis e perecíveis, gestão da qualidade. É membro titular do Comitê de Ética em Pesquisa do Ceulp/Ulbra. É coordenadora de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão no Ceulp/Ulbra desde 2002. É coordenadora operacional do Mestrado Interinstitucional – MINTER, com a Universidade Federal de Viçosa e o Centro Universitário Luterano de Palmas. É líder do grupo do grupo de pesquisa “Tecnologia e qualidade pós-colheita de produtos agrícolas”, cadastrado na plataforma Lattes – CNPq, desde de 2002. É coordenadora do projeto “Pesquisa, desenvolvimento e estruturação do Centro de Visitantes do Parque Estadual do Cantão – PEC”, aprovado e fomentado pela FINEP/SECT, em 2006. Atualmente orienta oito bolsistas do Programa de Iniciação Cientifica – PROICT, dez bolsistas do CNPq dentro do projeto “Transferências Tecnológicas para Conservação de Grãos e Sementes”, aprovado e fomentado pelo CNPq, em 2007 e é Co-orientadora de 3 alunos do Mestrado Interinstitucional – MINTER, através da UFV e Ceulp/Ulbra . Teve mais dois projetos fomentados pelo CNPq, em 2001 o projeto “Alternativas tecnológicas na conservação de sementes de milho (Zea mays L.) durante o armazenamento em Palmas, Tocantins” e em 2003 o “Projeto de Informatização da Incubadora de Empresas de Palmas e Capacitação do Quadro Funcional”.

Da redação com informações CEULP/ULBRA