Geral

Foto: Rafael Carvalho

O secretário de Representação, Carlos Patrocínio, entregou ao secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do MMA – Ministério do Meio Ambiente e secretário executivo do Conselho Nacional de Recursos Hídricos, Vicente Andreu, uma cópia do relatório da Viagem Experimental na Hidrovia Rio Tocantins, na manhã desta terça-feira, 28, na sede do Conselho, em Brasília.

O objetivo do encontro foi reforçar junto ao Ministério a necessidade de explorar todo o potencial hidroviário do Rio Tocantins, mais de 2.000 km, através da construção de eclusas nos empreendimentos hidrelétricos construídos e previstos neste rio. Patrocínio pediu ao secretário que seja também um defensor das eclusas. “O momento é este: o de construir o novo eixo de Desenvolvimento de Exportação”, disse referindo-se ao Corredor Centro-Norte de Exportação, o qual o Estado está estrategicamente posicionado para interligar o país aos principais portos do Norte.

Vicente Andreu afirmou que compreende a importância da Hidrovia. “Os argumentos são muito fortes e sensíveis, não é possível pensar num Brasil grande sem que a opção de transportes hidroviários seja uma realidade. No âmbito da competência desta Secretaria, é somar esforços no sentido de consolidar a posição do Ministério do Meio Ambiente. E essa também é a posição do ministro Carlos Mink, a de que se some a todos segmentos que desejam ver o sistema hidroviário implantado definitivamente”, disse.

UHE Estreito

Está prevista a visita do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, à obra da UHE Estreito, na divisa entre Tocantins e Maranhão, no dia 6 de agosto. O secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do MMA, Vicente Andreu, afirmou que fará esforços para que a pauta da Hidrovia do Rio Tocantins seja apresentada ao presidente nesse dia, caso o ministro se encontre no evento.

Fonte: Secom