Geral

Foto: Zacarias Martins Ana Márcia Barros, nova presidente da AGL Ana Márcia Barros, nova presidente da AGL
  • Marilde de Almeida Gomes
  • Suely Mota da Rocha

Em assembleia extraordinária realizada na noite de ontem, sábado, 26, no Centro Cultural Mauro Cunha, foi eleita a nova diretoria da Academia Gurupiense de Letras para o biênio 2010-2011, que ficou assim constituída. Ana Márcia Barros (presidente); João Gomes da Silva (vice-presidente); Zacarias Martins (secretário-executivo); J. Ribamar dos Santos (tesoureiro) e Gil Correia (oficial). Como suplentes da diretoria ficaram Eliosmar Veloso e Paulo Henrique Costa Mattos.

Também foram eleitos os integrantes do conselho fiscal, tendo como titulares os acadêmicos Ednéa Rezende, Maria de Jesus Souza Lima e Deusderes Alves Acácio. Na suplência ficaram José Maciel de Brito; Wita Maria da Luz Souza e Marcus Tullius Cícero Loureiro.

Depois de conferidos os votos e declarada eleita a nova diretoria da AGL, foi realizada uma nova assembleia, desta feita, para preenchimento da cadeira 26 do quadro de membros efetivos, bem como uma vaga para membro correspondente.

Concorrendo com o poeta Guimarães Lima, a escritora Marilde de Almeida Gomes foi eleita por unanimidade para ocupar a cadeira 26. Já a poeta Suely Mota da Rocha, de Divinópolis (TO), foi eleita membro correspondente da AGL. A posse dos eleitos se dará no dia 29 de novembro, quando a academia também estará comemorando dez anos de criação.

Perfis

Ana Márcia Barros

A presidente eleita da AGL, Ana Márcia Barros, é natural de Goiânia (GO), onde nasceu aos 18 dias do mês de outubro de 1965. Poeta e cronista, estreou oficialmente no mundo da literatura, em meados de 1998, quando participou da “Antologia Literária Internacional Del'Secchi”, organizada em Vassouras (RJ), por Roberto de Castro Del'Secch. Nesse mesmo ano, participou da “Antologia Mensageiro em Prosa & Verso”, publicada em Porto Alegre (RS), pelo editor Arthur Filho. Já em 1999, participou do livro “2º Encontro de Escritores”, publicado pela Livraria e Editora Borkc, da cidade gaúcha de São Luiz Gonzaga. Também nesse mesmo ano, teve trabalhos inseridos no primeiro volume da “Antologia Literária” da Universidade do Paraná - Unipar e no Anuário de Poetas e Escritores de Gurupi. É verbete no “Dicionário Biobibliográfico de Autores Brasileiros Contemporâneos”, publicado em 1997 em Teresina (PI), sob a organização de Adrião Neto, da Academia Piauiense de Letras. Também se encontra presente no “Endereçário Cultural”. publicado em Santa Catarina pelo ativista cultural Abel Pereira. Na Academia Gurupiense de Letras, ocupa a Cadeira de nº 05. Pertence ainda, a Academia Petropolitana de Poesia Raul de Leoni (RJ), Associação de Escritores do Amazonas, Casa do Poeta Belmiro Braga, de Juiz de Fora (MG), Casa do Poeta e do Escritor de Ribeiro Preto (SP) e o Congressol de Cultura Latina do Brasil. Integrou o Colégio Eleitoral do Prêmio Multicultural Estadão 2000. É autora do livro “Caminhos” (poesias), publicado em 2000.

Marilde de Almeida Gomes

Nasceu em 07 de junho de 1948, no então povoado de Dueré, à época, Estado de Goiás, hoje, base territorial do Estado do Tocantins. Seus pais, Hermínio Gomes de Almeida e Roberta Luiza Bezerra, ambos já falecidos, foram pioneiros de Dueré, e muito contribuíram para a emancipação política e administrativa da cidade. Caixeiro viajante e depois garimpeiro, Hermínio Gomes de Almeida elegeu-se vereador e primeiro presidente da Câmara Municipal de Dueré. Também se tornou Juiz de Paz. Graduada em Letras pelo Centro Universitário Unirg, Marilde de Almeida Gomes é autora do livro “Quase todos: segredos de uma vida” (Ed. Kelps), publicado em 2008 e que reúne uma interessante seleção de crônicas autobiográficas.

Suely Mota da Rocha

Graduada em Normal Superior pela universidade Federal do Tocantins, Suely Mota da Rocha é natural de Estreito (MA), onde nasceu em 1970. Atualmente reside em Divinópolis do Tocantins, sendo professora da rede municipal de ensino e exerce a função de bibliotecária na Escola Municipal Isabel Carlos Wanderley, onde desenvolve o Projeto Paiol Literário de motivação ao hábito de ler entre a comunidade estudantil. É autora de dois livros de poesias: “Asas da Liberdade” (2006), que ganhou prefácio do escritor Dourival Santiago, da Academia Tocantinense de Letras, e “Semeando palavras” colhendo poesias” (2008), ambos publicados pela Editora Kelps.

(Zacarias Martins)