Polí­tica

Foto: Koró Rocha

O deputado Júnior Coimbra (PMDB) foi eleito presidente da Assembleia Legislativa, em sessão extraordinária, na noite desta quinta-feira, dia 8. O pleito foi realizado logo após a sessão que elegeu o ex-deputado Carlos Henrique Gaguim (PMDB), governador do Estado.

De acordo com o boletim geral de apuração, Júnior Coimbra obteve a aprovação de todos os deputados, num total de 24 votos válidos, nenhum nulo e nenhuma abstenção. A eleição se deu com chapa única.

Ao proclamar o resultado final, o novo presidente declarou a vacância do 1º vice-presidente da Mesa Diretora, ao mesmo tempo em que convocou uma nova sessão extraordinária para a eleição para o cargo.

Com isto, foi eleita 1º vice-presidente da Casa, também com a participação dos 24 deputados, a deputada Solange Duailibe (PT). O pleito foi realizado em votação nominal e secreta.

Os demais membros da Mesa Diretora continuam os mesmos, homologados na composição passada. Portanto, a nova Mesa Diretora da 6ª Legislatura, para o período de 8 de outubro de 2009 a 31 de janeiro de 2011, fica assim composta: Presidente, Júnior Coimbra (PMDB); 1º Vice Presidente, Solange Duailibe (PT); 1º Secretário, Paulo Roberto (PR); 2º Secretário, Stalin Bucar (PR); 3º Secretário, Luana Ribeiro (PR); 4º Secretário, Manoel Queiroz (PPS).

Perfil do novo presidente do Legislativo Tocantinense

O deputado Raimundo Coimbra Júnior (PMDB), mais conhecido como Júnior Coimbra, tem 44 anos, nasceu em 28 de março de 1965, é natural de Filadélfia (TO), mas cresceu em Itaporã do Tocantins. Ele é casado com Laudecy Coelho Arruda Coimbra e pai de Larissa, Natália e de Lucas. Formado em jornalismo, pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) em 1988, Júnior foi repórter esportivo de várias rádios naquele Estado.

No Parlamento, o deputado que foi líder do Governo Marcelo Miranda e primeiro-vice-presidente, agora, é o atual presidente da Assembleia Legislativa. Com um longo histórico político e profissional, iniciou sua carreira em 1989, quando voltou ao Estado natal, época em que trabalhou como chefe de gabinete do deputado constituinte Nezinho Alencar, durante a primeira legislatura do Legislativo Tocantinense. No ano de 1992, foi eleito prefeito de Itaporã pelo PMDB e, em 1997, foi diretor-superintendente da antiga TV Palmas, a atual Redesat de Televisão.

Em 2000, Júnior Coimbra retorna à vida política como o vereador mais bem votado de Palmas, tendo, durante esse período, assumido também a Secretaria de Governo do município. Dentre suas principais metas como parlamentar, está a industrialização do Tocantins como forma de geração de emprego e renda, além da busca por mais programas de apoio à juventude, a criação de mais campi universitários e o fomento de incentivos ao agronegócio.

Na última eleição para deputado, os municípios que mais lhe renderam votos foram Palmas, Caseara, Santa Tereza, Pium, Divinópolis, Presidente Kennedy, Guaraí, Sandolândia, Novo Acordo, Colméia e Rio Sono, num total de 13.694 votos.

Antes de chegar ao cargo de presidente efetivo da Assembleia Legislativa, Júnior Coimbra foi 1º vice-presidente da Casa desde 1º de fevereiro de 2009 e presidente interino de 9 de setembro a 8 de outubro do mesmo, quando foi eleito por unanimidade dos parlamentares da Casa.

Ao ser efetivado no cargo máximo de direção do Legislativo, o peemedebista fez questão de agradecer às pessoas que foram mais importantes em sua tragetória de vida, em especial os ex-deputados Nezinho Alencar e Darci Coelho, sua esposa Laudecy Arruda, sua mãe Maria Alencar e, por fim, as comunidades dos munícipios de Itaporã e Filadélfia, além de toda população tocantinense.

Fonte: Dicom/AL

Atualizada às 16h08 do dia