Geral

Foto: Dornil Sobrinho

Entre os dezoitos polos da UAB/UNB no Tocantins, três foram contemplados a receber o curso de educação do campo, entre elas está à cidade de Porto Nacional. Para a coordenadora de ensino superior da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Maria da Penha, além de Porto Nacional, o curso também será implantados nos polos de Dianópolis e Araguacema. Esses municípios foram os escolhidos porque existem poucos profissionais formados nesta área e o curso suprirá esta demanda. Segundo a Secretária o apoio da prefeitura é fundamental para a sobrevivência do polo. “Porto Nacional hoje possui a melhor estrutura física e é considerado o melhor pólo do Estado, e nós identificamos isso graças à parceria com o município”, garante a coordenadora.

A prefeita de Porto Nacional, Teresa Martins (PDT), acredita que o município deve se orgulhar por mais essa conquista. “A prefeitura sempre apoiou a UAB/UNB porque prioriza a educação que é uma das grandes metas da nossa gestão. Estamos agora com três cursos, mas ainda pretendemos implantar outros novos”, afirma.

A visita do Gerente de Polos da UAB/UFPEL - Universidade Federal de Pelotas, Giuliano Aldavez Nougueira, consolidou a abertura do novo curso no polo de Porto Nacional que já conta com os cursos de música e educação física. Giuliano explica que o curso é de pedagogia, inicialmente voltado ao campo, porém quem optar poderá atuar na zona urbana também. “Acreditamos que o município de Porto Nacional está preparado para receber o novo curso, devido à boa estrutura física que possui e a demanda de pessoas interessadas pelo curso”, acrescenta.

A coordenadora da UAB/UNB do polo de Porto Nacional, Ana Lídia Vilela acredita que a vinda do curso de educação do campo para o polo do município é um ganho muito grande, pois segundo dados da Secretaria Municipal de Educação, até 10% dos professores que atuam no campo não tem graduação. “Se não fosse essa parceria do polo com o município esse número iria aumentar ainda mais. Nós estamos preparados para receber o novo curso, temos estrutura e demanda para isso”, garante.

Fonte: Ascom pref. de Porto Nacional