Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Durante a 1ª Conferência Estadual de Saúde Ambiental realizada em Palmas na semana passada, nos dias 15 e 16 de outubro, o Fórum das ONG’s Socioambientais do Tocantins - FONGS-TO, apresentou e colocou em votação, em plenária, uma moção de repúdio contra a senadora Kátia Abreu (DEM-TO).

A moção foi aprovada por mais de 100 delegados. No documento a senadora é repudiada pela sua postura “truculenta, prepotente e desrespeitosa”. Segundo a moção, Kátia Abreu “escudada pelo imoral advento da ‘imunidade parlamentar’, tem buscado intimidar, desmoralizar e coagir as autoridades constituídas do país, como secretários de Estado, governadores, ministros e até mesmo o presidente da república”.

Ainda segundo o documento, Kátia, na defesa de seus interesses pessoais, “demonstra claramente nas suas atitudes, o seu objetivo de buscar apenas o crescimento econômico do grupo que representa”.

Na oportunidade também foi aprovada uma moção de apoio ao Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc.

Assinaram o documento instituições como a Ecoterra, Gaia e Naturativa. A Conferência Estadual de Saúde Ambiental serviu de preparação para a realização da 1 Conferência Nacional de Saúde Ambiental que acontecerá em Brasília de 15 e 18 de dezembro.

Confira a íntegra das moções

MOÇÃO DE REPÚDIO

O Fórum das ONG`s e Movimentos Sócio-Ambientais do Estado do Tocantins e as entidades signatárias do presente documento, repudiam de publico a postura e a forma truculenta, prepotente e desrespeitosa com que a Senadora Kátia Abreu/DEM – TO, escudada pelo imoral advento da “imunidade parlamentar”, tem buscado intimidar, desmoralizar e coagir as autoridades constituídas do pais, como secretários de estado, governadores, ministros e até mesmo o presidente da república.

Na defesa dos seus interesses pessoais, em nome da categoria que representa a senadora, presidente da Confederação Nacional da Agricultura – CNA, demonstra claramente nas suas atitudes, o seu objetivo de buscar apenas o crescimento econômico do grupo que representa, a qualquer custo, solapando o compromisso político de se construir um modelo de desenvolvimento socialmente justo, ambientalmente adequado e economicamente sustentável.

Os socioembientalitas tocantinenses não aceitarão passivamente o uso da influência política e da imunidade parlamentar para trazer de volta práticas antidemocráticas somente usadas pelo totalitarismo dos tempos da ditadura.

MOÇÃO DE APOIO

O Fórum das ONG`s e Movimentos Sócio-Ambientais do Estado do Tocantins e as entidades signatárias do presente documento vem até Vossa Excelência para hipotecar-lhe solidariedade frente a campanha de ataques e acusações sistematicamente lhe dirigidas, com a única finalidade de causar-lhe desgastes, pelo fato de, em atendimento as diretrizes postas pelo governo do Presidente LULA, se preocupar com a sustentabilidade ambiental e com a melhoria das condições de vida da população menos favorecida do nosso país.

Pessoas que sempre se beneficiaram à custa das míseras condições de vida das populações mais pobres não se conformam em ver um “operário” fazer o melhor governo deste país, um governo que resgatou a dignidade de milhões de brasileiros e o respeito dos brasileiros frente ao mundo.

Por estas e outras razões é que nos colocamos ao vosso lado e do governo do Presidente LULA para apoiá-los e defende-los diante dos oportunistas e descompromissados com o projeto de um Brasil mais humano e solidário.