Geral

Foto: Divulgação Vencedora da categoria Estudante do Ensino Médio da XXIII edição, a mineira Júlia Soares Parreiras, com o presidente Lula Vencedora da categoria Estudante do Ensino Médio da XXIII edição, a mineira Júlia Soares Parreiras, com o presidente Lula

Palmas foi a capital escolhida para o lançamento, na Região Norte, de uma das principais premiações científicas da América Latina. Com o tema Energia e Meio Ambiente – Soluções Para o Futuro, a XXIV edição do Prêmio Jovem Cientista (PJC) será apresentada na Universidade Federal de Tocantins (UFT), na quarta-feira, 21 de outubro, na parte da manhã, pela coordenadora nacional do PJC, Melissa Martins.

O lançamento para toda a Região Norte será apresentado ao público pela coordenadora nacional, no auditório do Centro Universitário Integrado de Ciência, Cultura e Arte (CUICA), durante o V Seminário de Iniciação Científica da UFT. Os jovens da Região Norte serão desafiados a desenvolverem projetos de pesquisa que tragam soluções para problemas ambientais, apresentando, por exemplo, alternativas para controle de emissão de poluentes e fontes renováveis de energia. O evento, que ocorre das 8h30min às 11h30min e terá a presença de representantes do CNPq, será aberto pelo reitor da universidade, Alan Barbiero, seguido pelo pró-reitor de Pesquisa e de Pós-Graduação, Marcio Antonio da Silveira, que falará sobre a agroenergia no desenvolvimento sustentável da Amazônia.

Já a coordenadora nacional do Prêmio Jovem Cientista, Melissa Martins, da Fundação Roberto Marinho, detalhará o valor das premiações, as cinco categorias (Graduado, Estudante do Ensino Superior, Estudante do Ensino Médio, Orientador e Mérito Institucional) e o tema desta edição do PJC. A intenção é incentivar os jovens da Região Norte a participar da iniciativa que, neste ano, estimula a produção e o consumo de fontes de energia sustentáveis. Atualmente, quase 55% da energia consumida no Brasil vêm de fontes não-renováveis e que um dia terão fim, como o petróleo e o gás natural. Razão pela qual, nesta edição, as possibilidades de estudo incluem fontes de energia não poluentes, exploração racional dos recursos energéticos, edificações inteligentes com uso racional de energia e de recursos naturais, produção sustentável de biodiesel, controle de emissão de poluentes, entre outros.

Tradicionalmente entregue pelo presidente da República, o PJC distribui premiações que chegam a R$ 145 mil, incluindo R$ 30 mil para a instituição de Ensino Médio e de Ensino Superior com o maior número de trabalhos com mérito científico inscritos. Os vencedores também são contemplados com equipamentos de informática e com bolsas do CNPq. Os interessados têm até 30 de junho de 2010 para se inscreverem. Os estudantes do Ensino Médio concorrem com uma redação, produzida sob orientação de um professor. Para eles, há um passo-a-passo disponível no link http://www.jovemcientista.org.br/campanha/pjc.html. O PJC também está no Twitter (@jovemcientista). Criado em 1981, de iniciativa do CNPq, da Gerdau e da Fundação Roberto Marinho, o Prêmio tem por objetivo buscar, através dos temas abordados a cada edição, soluções simples e acessíveis para problemas diretamente ligados à população, além de incentivar nos jovens o interesse pela pesquisa científica. A última edição mobilizou 1.748 participantes

Como se inscrever

- Pelo site www.jovemcientista.cnpq.br ou pelos Correios, nos seguintes endereços:

Para as categorias Graduado e Estudante do Ensino Superior: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Serviço de Prêmios – SEPN 507, sala 203, Brasília (DF), CEP: 70740-901

Para a categoria Estudante do Ensino Médio: Fundação Roberto Marinho, Rua Santa Alexandrina, 336, Rio Comprido, Rio de Janeiro (RJ), CEP: 20261-232

Algumas linhas de pesquisas

Categorias Graduado e Estudante do Ensino Superior

. Fontes alternativas de energias não poluentes

. Impacto socioambiental da geração de energia hidrelétrica e da produção de biocombustíveis

. Controle da emissão de poluentes e efeito estufa no setor energético

. Edificações inteligentes com uso racional de energia e recursos naturais

. Produção sustentável de biodiesel

. Tecnologias energéticas apropriadas a pequenos produtores rurais (produção e uso)

Categoria Estudante do Ensino Médio

Basta desenvolver uma redação com a ajuda do professor. Confira abaixo alguns dos temas propostos:

. A energia move o universo

. Fontes renováveis, não renováveis e geração de energia

. Efeito estufa, aquecimento global e Protocolo de Kyoto

. Poluentes e a Camada de Ozônio

. Energia e exclusão social

. Mudanças de hábitos e de padrões de desenvolvimento