Campo

Foto: Divulgação

Mais nove equipes de captura de morcegos hematófagos (principal transmissor da Raiva dos Herbívoros na zona rural) serão formadas no Tocantins. A capacitação para a criação das duplas, que são compostas por fiscais agropecuários, será realizada pela Adapec – Agência de Defesa Agropecuária - nesta quinta-feira, 5, e segue até sábado, 7. As aulas teóricas serão realizadas na Câmara Municipal e as práticas em propriedades rurais de Taguatinga, região Sudeste do Estado, a cerca de 450 km da Capital.

Segundo o presidente da Adapec, José Luciano Azevedo, atualmente o Estado conta com cinco grupos de captura atuantes em todas as regiões, de acordo com o registro de focos nas propriedades rurais. “Assim que a Adapec é comunicada sobre os ataques de morcegos, vamos ao local e quando necessário fazemos a captura dos animais em seus abrigos. Isto resulta num controle populacional dos morcegos que transmitem a doença”, explicou, completando que o trabalho é gratuito para todos os produtores rurais.

O treinamento que capacitará 19 fiscais agropecuários inicia-se com uma palestra do gerente do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, Marcelo Inocente, que falará sobre a atual situação do Estado em relação à doença. O inspetor agropecuário Márcio Pedrote dará prosseguimento às ações abordando a biologia dos morcegos, a forma de captura, a utilização do GPS na ação, além de aulas práticas com captura diurna e noturna de morcegos hematófagos.

“Quanto mais profissionais capacitados a Agência dispuser, melhores serão os trabalhos realizados, que visam diminuir os casos da doença no Estado e atentar o produtor para a vacinação preventiva dos animais”, comenta Pedrote.

Raiva

A Raiva, que pode ainda ser conhecida como hidrofobia, é uma enfermidade causada por um vírus da família rhabdoviridae, espécie Lyssavírus. A doença é incurável e transmitida aos mamíferos sadios através da pele ou da mucosa, por mordedura, arranhadura, ou lambedura, podendo não existir necessariamente agressão.

O principal transmissor da doença é o morcego hematófago da espécie Desmodus rotundus encontrados apenas na América Latina e no Sul do México. Para áreas de risco, ou seja, onde existe esta espécie de morcego, o proprietário deve estar alerta e vacinar o rebanho contra a doença, além de solicitar nas regionais da Adapec ou pelo 0800 63 11 22 auxílio na captura e controle populacional desses animais.

Fonte: Ascom Adapec