Geral

Num cochilo ou por julgar procedente, a bancada governista deu quorum para que o requerimento, em regime de urgência, de autoria do deputado oposicionista Toinho Andrade (DEM), fosse aprovado na sessão desta quarta-feira, 11. O documento do democrata solicita explicações do secretário estadual de Educação, Leomar Quintanilha, sobre o atraso nas parcelas do programa Gestão Compartilhada das Escolas de Ensino Fundamental e Médio do Estado.

O parlamentar disse que esteve visitando as escolas de Porto Nacional, onde existe um Delegacia de Ensino, no final de semana, e se deparou com uma situação crítica e precária. “As escolas já estão com 90 dias sem receberem o repasse do dinheiro do Gestão Compartilhada, e a gente vê um ano letivo correndo um sério risco de não ser concluído”, reclamou Andrade, lembrando que a diretora de uma escola lhe disse que este mês o fornecimento de água e luz será cortado.

Na avaliação do deputado, essa situação deve estar acontecendo no Estado inteiro. A Delegacia de Ensino de Porto Nacional abrange cerca de 40 municípios.