Geral

Com a finalidade de conhecer o plano de urbanização do loteamento Taquaruçuzinho e promover uma discussão acerca do assunto, o Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins sediou, na manhã de ontem, terça-feira, 10, uma reunião entre Sedumah – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação, técnicos do órgão e conselheiros da APA – Área de Preservação Ambiental da Serra do Lajeado.

A reunião, que teve como objetivo apresentar o projeto para apreciação e aprovação do conselho deliberativo da APA para fins de emissão da licença prévia do loteamento, contou com a participação de representantes da Adtur – Agência de Turismo, Cipama – Companhia Independente de Polícia Militar Ambiental, Sedumah, Ruraltins, Funai, Ibama, Saneatins, Investco entre outras entidades que fazem parte do conselho.

Apresentado pelo secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação, Eduardo Manzano, o plano é uma proposta que visa promover uma urbanização ordenada do loteamento. Durante a reunião, o secretário apresentou o projeto de urbanização e demais estudos para implantação do loteamento que objetiva dar continuidade a malha urbana já existente na região do distrito de Taquaruçu. “Nossa meta é conciliar o interesse social com o ambiental a fim de construirmos um desenvolvimento urbano dentro das normas legais. Prova de que respeitamos a legislação é que 300 lotes estavam previstos, no entanto apenas 290 puderam ser construídos, por causa dos limites das áreas de preservação ambiental”, ressaltou Manzano.

O diretor de biodiversidade do Naturatins, Antonio Santiago, disse que uma ocupação ordenada diminui os impactos ambientais e ajuda na preservação. “Precisamos focar numa ocupação que esteja dentro do tripé econômico, social e ambiental, não esquecendo dos trabalhos de educação ambiental, que são fundamentais para a mudança de comportamento”, ressaltou Santiago.

Fonte: Ascom Naturatins