Geral

Foto: Koró Rocha

Uma animada e longa reunião entre 126 prefeitos do Tocantins, primeiras-damas, secretários de Estado e o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) foi prestigiada por 18 deputados na manhã desta sexta-feira, dia 27. O encontro foi marcado pela assinatura de convênios na área social, pelo balanço dos 78 dias do mandato de Gaguim e para que os prefeitos se pronunciassem sobre as dificuldades de seus municípios.

Ao usar a palavra, o presidente da Assembleia, deputado Júnior Coimbra (PMDB), elogiou o desempenho do novo governo no período. “Os gargalos que dificultam o progresso estão sendo resolvidos em tempo recorde”, disse o legislador.

Como exemplo, o parlamentar mencionou os acordos realizados entre o Executivo e os servidores do Quadro Geral e da Saúde sobre o aumento de 25%, concedido e retirado em 2007. O início do pagamento das indenizações aos militares foi outro exemplo dado pelo presidente da Assembléia.

Já o republicano Stalin Bucar ressaltou a inovação do governador em ouvir os prefeitos para conhecer as demandas dos municípios. Além de elogiar a transparência do Estado em relação às contas públicas, Stalin criticou a Celtins por, de acordo com ele, “inviabilizar a expansão da rede de energia e desrespeitar lideranças estaduais”.

Além de assinar convênios para efetuar pagamentos de R$ 1,6 milhão do Estado com 63 entidades e 60 municípios, para projetos como “Ciranda Alimentar” e “Leite é Saúde”, Gaguim assinou decretos. Dentre eles, um que obriga as empresas prestadoras de serviços a comprovarem o recolhimento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) devido às prefeituras, sob pena de retenção do valor pelo Estado.

Também participaram da solenidade os deputados Paulo Roberto (PR), Angelo Agnolin (PDT), Cacildo Vasconcelos (PP), César Halum (PPS), Eli Borges (PMDB), Fábio Martins (PDT), Iderval Silva (PMDB), José Geraldo (PTB), Eduardo do Dertins (PPS), Marcello Lelis (PV), Josi Nunes (PMDB), Sandoval Cardoso (PMDB), Amélio Cayres (PR), Manoel Queiroz (PPS), Raimundo Palito (PP) e Luana Ribeiro (PR).

Fonte: Dicom/AL