Economia

Foto: Marcio Di Pietro

A recuperação da economia mundial já deu seus primeiros sinais no Tocantins com a inauguração, em novembro de 2009, do início das obras do primeiro polo mineroquímico da região norte do Brasil, no município de Arraias. Previsto para ser implementado somente daqui a dois anos, o projeto é da empresa canadense MBAC Fertilizers Corporation, controlada por um fundo de investimentos de Toronto, no Canadá, e que recentemente adquiriu a goiana Itafós Fertilizantes. O objetivo da Companhia é controlar 15% do mercado de fertilizantes brasileiro, ou cerca de quatro milhões de toneladas/ano.

Os planos da MBAC estão se realizando a curto prazo – já que a ideia inicial era começar as operações no Tocantins daqui a 2 anos - com a aquisição da Itafós, que já produzia fertilizantes em Goiás e realizava trabalhos de pesquisa numa jazida de fosfato em Arraias, no Tocantins, a qual se mostrou economicamente viável para exploração industrial. A rocha fosfática de alto teor (em torno de 24% de P2O5) pode ser utilizada para aplicação direta no solo, no processo chamado de fosfatagem e largamente utilizado na agricultura para correção de solos.

De acordo com o diretor-presidente da Mineratins, Ítalo Pagano, a entrada da MBAC no setor de mineração no Tocantins vem confirmar o grande potencial mineral do Estado e a viabilidade de grandes empreendimentos na indústria de mineração, com apoio e incentivos do governo estadual.

Fonte: Ascom Mineratins com informações do site www.ogeologo.com.br