Geral

O governador em exercício do Tocantins, Eduardo Machado, esteve em audiência com o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, em busca de ampliação do programa Projovem Trabalhador, do governo federal, no Estado do Tocantins. A reunião aconteceu no gabinete do Ministério, na tarde desta terça-feira, 15, em Brasília. “Nós afirmamos ao ministro que o programa é prioritário ao Governo do Estado. Fixamos a meta de dobrar os beneficiários do Projovem e vamos para 15 mil atendimentos no Tocantins”, afirmou.

O Programa Projovem Trabalhador qualifica profissionalmente jovens para o emprego e atividades de geração de renda. Os requisitos são ter entre 18 e 21 anos, ter escolaridade entre o ensino fundamental e médio, estar desempregado e pertencer à família com renda per capita de até um salário mínimo. Os cursos duram seis meses e os beneficiados recebem uma bolsa auxílio de R0,00. Em 2009, o Tocantins capacitou 7.500 jovens, sendo 4 mil pelo Estado e 3,5 mil pelos municípios de Palmas, Porto Nacional, Gurupi, Paraíso do Tocantins, Guaraí, Colinas e Dianópolis. Com a ampliação do programa, noventa municípios serão beneficiados em 2010.

O ministro afirmou que vai contemplar 10 mil jovens no Tocantins no ano que vem, e o Estado deve entrar com a contrapartida de 5 mil beneficiários. O custo do programa fica em torno de Rnt.500,00, por pessoa. “Vamos ver a prestação de contas (do programa em 2009); é apenas um exame burocrático, mas nós vamos alocar 10 mil (beneficiários) no Estado (...). Todo jovem quando tem oportunidade, avança, cresce. O que a gente quer é isso, dar a oportunidade de aprender uma profissão, ter um emprego e exercer a cidadania”, disse Carlos Lupi.

Acompanharam o governador: o secretário de Indústria e Comércio, João Telmo Valduga; o secretário de Representação em exercício, Evandro Campelo; o senador Sadi Cassol; e o presidente regional do PDT, deputado estadual Fábio Martins.

Banco do Brasil

O governador em exercício também esteve na sede do Banco do Brasil com o gerente executivo da Diretoria de Créditos, Lênin Florentino de Faria, para agradecer a parceria da instituição em operações de crédito financeiro e solicitar o apoio para novas transações no ano que vem.

 

Fonte: Ascom