Geral

Foto: Divulgação

Desde 2008 levando cidadania, educação, saúde, esporte, lazer e cultura para os doze municípios da área de abrangência da Usina Hidrelétrica Estreito, o Ceste Usina Social fecha o ano de 2009 comemorando a marca de mais de 187 mil atendimentos registrados. Em sua última ação do ano, no município de Aguiarnópolis, foi possível se observar o sucesso do projeto em mais de 18 mil atendimentos realizados.

“É a primeira vez que participo desse projeto e estou muito feliz. Aqui meus filhos brincaram, aprenderam e ainda ganharam brindes e eu pude tirar a 2º via do meu CPF que havia perdido”, declarou dona Nilda Sousa, moradora de Aguiarnópolis.

Tendo início em setembro desse ano, o projeto proporcionou, na área da saúde, consultas mastológicas e exames de mamografia para a mulher e consultas urológicas com exames de Antígeno Prostático Específico (PSA) para o homem, beneficiando centenas de pessoas. Consultas odontológicas preventivas e curativas e consultas oftalmológicas, com a entrega de óculos, também contribuíram para a melhoria da qualidade de vida da população nas regiões beneficiadas.

Dona Antônia Pereira da Luz, de 49 anos, e sua mãe, Maria Amália da Luz de 75 anos, do município de Filadélfia, são exemplos do alcance do projeto, que conseguiu unir gerações em favor da saúde. “Incentivei minha mãe a também fazer o exame de mamografia, já que nenhuma de nós jamais havia feito e dificilmente faria pela distância de se conseguir esse tipo de atendimento, além das dificuldades financeiras”, disse dona Antônia da Luz.

Em cada cidade por qual passou, o projeto levou cidadania com emissão de documentos pessoais como CPF, RG e Carteira de Trabalho; educação; esporte, com a realização da Copa Ceste de Futebol adulto e infantil; lazer e cultura, com atividades de ginástica como Jump e spinning, pintura corporal, apresentações artísticas, gincanas educativas, dentre várias outras atividades.

Um dos destaques do projeto foi a realização de cursos de capacitação na área de empreendedorismo, que certificou 1.887 profissionais nos cursos de administração empresarial, empreendedorismo voltado para mulheres; noções de finanças; curso de vendas e empreendedorismo rural.

A oportunidade de se sentir mais cidadão foi relatada pelo lavrador Alcides da Cunha, de 58 anos, do município de Barra do Ouro, que andou cerca de 30 km, do povoado de Morro Branco, onde mora, até o local de realização do evento. “Estou feliz, pois realizei um antigo sonho e consegui a primeira carteira de trabalho da minha vida”, comemorou. Ao todo mais de 22 mil atendimentos foram registrados só na área de responsabilidade social.

Entrega de óculos

A saúde visual foi outro destaque do projeto, tendo sido entregues mais de mil óculos à população dos municípios de Goiatins, Babaçulândia e Filadélfia no Tocantins e, recentemente, em Carolina (MA).

O estudante Isaías Cunha de Sousa de 18 anos, há dois anos vinha apresentando uma séria dificuldade para ler e estudar que estavam atrapalhando seu rendimento escolar. Junto com essa dificuldade ele também conta que sofria de fortes dores de cabeça porque forçava muito a visão para ler. Sem condições de obter atendimento e nem de adquirir os óculos, Isaías encontrou no projeto CESTE Usina Social a solução para seu problema.

“Foi uma grande chance que tive e agradeço ao Ceste pelo bom trabalho que vem desenvolvendo”. Ele que faz o 3º ano do segundo grau no Colégio CELAM em Carolina (MA).

A gerente de Projetos Econômicos do Ceste, Cassandra Gelsomino Molisani, faz um balanço do projeto no ano. “Acredito que o Ceste Usina Social tenha alcançado seu objetivo em 2009, que é promover a integração das pessoas, levar mais conhecimento e informação e contribuir para uma melhoria na qualidade de vida, não só proporcionando saúde e educação, mas também momentos de alegria e descontração”, declarou.

Foram beneficiadas em nove ações do projeto, os municípios de Aguiarnópolis, Barra do Ouro, Babaçulândia, Darcinópolis, Filadélfia, Goiatins, Palmeiras do Tocantins e Palmeirante no estado do Tocantins e Carolina, no Maranhão. Em 2010 o projeto continua suas ações atendendo aos municípios de Estreito no Maranhão, Tupiratins e Itapiratins no Tocantins. Ao final de março, os doze municípios da área de abrangência da UHE Estreito serão beneficiados.

Fonte: Assessoria de Imprensa UHE Estreito