Geral

Foto: Frederick Borges

O governador Carlos Henrique Gaguim deu posse, na manhã desta terça-feira, 12, no Palácio Araguaia, ao titular da Secretaria da Infraestrutura, Rômulo do Carmo Ferreira Neto. Indicado desde setembro para o cargo, Neto, que é funcionário de carreira do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), aguardava somente o ato de sua cessão, por parte do Ministério do Planejamento, para que o Governo do Tocantins o empossasse como secretário. O ato de cessão foi publicado na última sexta, 8, no Diário Oficial da União.

À frente da Seinf, o secretário pontuou que já trabalha para que novas obras sejam realizadas no Estado, atendendo todos os municípios. “Juntamente com o governador, estaremos trabalhando para que novas obras possam ser iniciadas. Vamos dar um novo ritmo ao setor de infraestrutura, fundamental para o crescimento do Tocantins”, disse ele.

Perfil

Rômulo do Carmo Ferreira Neto, 47 anos, casado, natural de Taguatinga (TO), é engenheiro civil e funcionário de carreira do Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte. Exerceu o cargo de superintendente do Dnit no Tocantins no período de 2003 a 2007. De 2007 até antes de assumir o cargo na Secretaria da Infraestrutura, Rômulo exerceu o cargo de diretor nacional de Infraestrutura Ferroviária do Dnit. Tem 25 anos de experiência comprovada em rodovia e ferrovia.

Educação

O governador também empossou na manhã desta terça, 12, Noraney de Fátima Fernandes como subsecretária de Educação. Noraney é do quadro efetivo da Secretaria da Educação e Cultura e atua na área educacional há 26 anos. Durante esse tempo, foi secretária municipal de Educação em Guaraí, diretora Regional de Ensino em Palmas e diretora de Ensino Fundamental, na Seduc.

Segundo Noraney, algumas das metas para 2010 da pasta é a expansão das escolas em tempo integral, valorização do profissional de ensino, reelaboração da proposta pedagógica das Diretorias Regionais de Ensino e unificação dos conteúdos curriculares. “Em breve haverá uma reunião com todos o diretores regionais para apresentar as metas estabelecidas pela Seduc”, disse a subsecretária.

Além dessas propostas, a Seduc desenvolverá ações para que as escolas tenham autonomia para trabalhar a política pedagógica, com foco no ensino e aprendizagem dos alunos da rede estadual de ensino.

Fonte: Secom