Campo

Após atuar na região Sudoeste do Tocantins, as equipes de captura de morcegos hematófagos– concentrarão as atenções nas propriedades rurais da região central do Tocantins, em Palmas. A ação da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária - começa nesta quarta-feira, dia 20, às 8h, e segue até a quinta-feira, dia 21, em três propriedades rurais que registraram sugadura de morcegos no final do ano.

Segundo o presidente da Adapec, José Luciano Azevedo, o objetivo das ações é manter o controle populacional dos morcegos que se alimentam de sangue e são os principais transmissores da raiva dos herbívoros na zona rural. “Retiramos cerca de 200 morcegos hematófagos da região Sudoeste na semana passada. Agora vamos fazer essa ação em Palmas e depois seguiremos para Araguaina e dia 1º de fevereiro estaremos em Gurupi”, diz o presidente.

Segundo dados do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, somente em 2009 foram registrados 41 focos da doença em todo o Estado, com 101 óbitos de animais. “Além da captura, também fazemos um trabalho educativo, informando os produtores rurais sobre as formas de prevenção da doença, como a vacinação dos bovídeos e eqüídeos”, explica José Luciano.

Raiva

É uma doença letal que pode ser transmitida para todos os mamíferos, inclusive o homem. O lissavírus, vírus que causa a doença, está presente na saliva do animal contaminado que em contato com a pele do animal sadio transmite a doença. No bovídeo causa apatia, perda de apetite, salivação abundante e dificuldade para engolir. Com a evolução da doença, tem movimentos desordenados, tremores musculares e ranger de dentes. Após algumas horas, apresenta paralisia dos membros e em até 10 dias ocorre a morte.

Fonte: Ascom Adapec