Campo

Foto: Bárbara Vasconcelos

Com o baixo preço pago pelo leite na região Sudeste, em torno de R$ 0,25 o litro, os produtores decidiram se unir para discutir e encontrar alternativas que possam valorizar a cadeia produtiva deste produto, que é uma das principais atividades na região.

Na última sexta-feira, 29, produtores de Taguatinga, a 447 km de Palmas, e os representantes do Ruraltins – Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins –, da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária –, do Banco do Brasil, da prefeitura e da Coopertag – Cooperativa dos Produtores de Leite de Taguatinga realizaram uma reunião para debater sobre opções que seriam viáveis para que os produtores tenham lucro com a cadeia produtiva do leite. Essa reunião foi realizada, no mesmo dia, às 18h, em Combinado, a 464 km da Capital, para cerca de 50 produtores daquele município e de municípios vizinhos, e mais os representantes que participaram da reunião em Taguatinga.

Nesta última reunião apontaram a construção de um laticínio como alternativa para superar a crise vivida no momento. “Com o laticínio os produtores podem fazer outros produtos derivados do leite sem desperdiçar nada deste produto e agregar valor a ele”, explica o Chefe da Unidade Local de Execução de Serviços do Ruraltins em Combinado, Glauco Rafael da C. Madureira. Para a construção do laticínio, os produtores usarão recursos do Território da Cidadania, que tem disponível mais de R$ 1 milhão para investir em atividades agropecuárias.

O Supervisor Regional do Ruraltins de Taguatinga, Ailton Emiliano dos Reis, e a representante da Seplan – Secretaria Estadual de Planejamento –, que participou da reunião, se propuseram, caso haja realmente interesse por parte dos produtores e viabilidade para a construção do laticínio, a elaborar um projeto para angariar recursos do Território da Cidadania para este fim.

Nesta terça-feira, 2, os associados da Apruc – Associação de Produtores de Leite de Combinado – se reúnem no Ranchão Nossa Senhora de Aparecida, a partir das 18h, para discutir sobre a construção do laticínio no município. A partir do resultado dessa reunião é que serão realizadas as próximas etapas – elaboração do projeto e construção do laticínio –. O laticínio irá beneficiar os produtores da região de Taguatinga, Aurora, Lavandeira, Novo Alegre, Arraias e Combinado.

 

Fonte: Secom