Geral

Foto: Divulgação

O ano de 2010 será de muito trabalho para um judiciário que vive um novo momento, mais moderno e mais próximo dos cidadãos. Assim afirmou a presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Willamara Leila, durante a abertura do 22º Ano Judiciário, na tarde desta quinta-feira (04/02).

A modernização pode ser constatada no decorrer da solenidade que foi transmitida, em tempo real, pela internet para o Brasil e o mundo, e também via satélite para todas as Comarcas do Estado. “Um exemplo desse novo tempo são as salas que estão sendo implantadas em todas as Comarcas para os cursos a serem ministrados, na forma telepresencial, por canal fechado, em tempo real e de forma concomitante a todos os servidores”, disse a presidente, complementando que a atual gestão, coroando um processo que vem se desdobrando desde a criação e implantação do Poder Judiciário, primou pela inovação tecnológica e pela implantação e utilização de recursos e ferramentas que auxiliem os servidores na execução de suas tarefas. “Este é um tempo de mudanças não apenas tecnológicas, mas de paradigmas, é um tempo de construção de um novo amanhã, é um tempo importante para todos nós, estamos construindo a história”, reforçou a desembargadora.

Durante a sessão solene que marca o início das atividades forenses no Estado, a presidente apresentou o Planejamento Estratégico do Judiciário para o quadriênio 2010/2014.

O dinamismo da presidência do TJ-TO foi destaque no discurso do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Tocantins, Ercílio Bezerra. “A vossa gestão tem se pautado pelo extremo respeito às instituições, mas que, sobretudo, uma gestão em que os problemas se resolvem com um só telefonema”, disse.

Prestigiada por autoridades de diversas instituições, a solenidade representou a harmonia entre todos os poderes constituídos. “Todos reunidos neste evento representa a união das forças dos poderes”, afirmou o vice-governador do Estado, Eduardo Machado. Ele parabenizou a presidente do TJ-TO pelas construções dos fóruns no interior. “Muito nos anima saber que o Poder Judiciário está preocupado com a visão de futuro do Tocantins para que a comunidade possa receber os benefícios do Legislativo, do Executivo e do Judiciário”, frisou.

Em discurso, o procurador geral de justiça, Clenan Renaut de Melo, falou sobre a parceria entre o Ministério Público e o Tribunal de Justiça. “Regozijamos em sermos parceiros em todos os momentos e em 2010 nosso relacionamento continuará profícuo”, ressaltou o procurador.

Além dos componentes da Corte, também compuseram a mesa de honra: o presidente da ASMETO, Allan Martins Ferreira; o desembargador João Alves, presidente de honra da ASMETO; o secretário de Governo Municipal, Darci Martins Coelho representando o prefeito de Palmas; Ângela Prudente, diretora do fórum de Palmas; conselheiro José Jamil Fernandes Martins, representando o Tribunal de Contas do Estado; Marcelo Velasco do Nascimento, juiz federal; Tenente Coronel Marco Antonio Martin da Silva, comandante do 22º Batalhão de Infantaria; o capitão de fragata, Paulo César Potiguara de Lima, capitão dos portos Araguaia Tocantins; e a sub-defensora pública geral, Maria de Loudes Vilela, representando a Defensoria Pública do Estado. O Coral "De Canto a Canto", do TJ-TO, fez duas apresentações no evento: na abertura, com o Hino Nacional, e no encerramento, com a canção "Tocando em frente" (Almir Sater/Renato Teixeira).

Fonte: Ascom Tribunal de Justiça