Geral

Foto: Luciano Ribeiro

Os trilhos da Ferrovia Norte-Sul chegarão à capital tocantinense em outubro, paralelamente à finalização das obras estruturais da Plataforma Multimodal Porto Nacional/Palmas. Em dezembro estará concluído o trecho até a divisa com o Estado de Goiás. Assim estará completo o traçado da obra em solo tocantinense, de 853 km, o maior entre os Estados beneficiados pela obra. As informações são do gerente do Departamento Comercial e Logística da Ferrovia Norte Sul/Valec, Matheus Maurício Ramos.

Os trilhos já chegaram ao Rio Tabocão, no município de Fortaleza do Tabocão, a 153 km de Palmas. Estão finalizados 51% dos trabalhos entre a plataforma de Porto Nacional/Palmas até o Córrego Jabuti, com 99,8 km, com previsão de término em julho deste ano. Entre o Córrego Jabuti e o Córrego Chicote, numa extensão de 211,7 km, as obras já foram iniciadas, devendo estar concluídas até outubro. No trecho entre o Córrego Chicote/TO e o Rio Canabrava/GO, 12,49% dos 65,8 km estão concluídos e a entrega será em julho 2010.

O gerente do Departamento Comercial e Logística da Ferrovia Norte Sul no Tocantins confirmou que as operações no Pátio de Colinas, com destino ao Porto de Itaqui, em São Luís do Maranhão, serão iniciadas em março com o transporte de soja. Matheus Maurício Ramos disse que o pátio de Porto Nacional/Palmas, com aproximadamente 5,5 km, é o maior em toda a extensão da ferrovia com diversos lotes destinados à movimentação de grãos, contêineres, carga geral, fertilizantes e combustíveis. O maior lote da plataforma, em torno de 120 mil metros quadrados destinado a movimentação de combustível, foi adquirido pela Petrobras para a instalação de um centro de distribuição.

Números divulgados pela Valec Engenharia, Construções e Ferrovia S/A mostram que desde 2003 foram construídos 356 quilômetros de trilhos e que mais 1003 quilômetros serão entregues este ano. Até outubro 2009 as obras geraram 4.377 empregos diretos e 13 mil indiretos. Este ano, até abril, o número de empregos diretos deve atingir 16.638 postos diretos e mais de 50 mil indiretos.

O Pátio de Aguiarnópolis aguarda a chegada das empresas Granol – Grãos e Óleos Vegetais, Votorantim, Pipes Navegação, Mac Logística e Cabotagem e Combitans Amazônica Logística. O pátio de Araguaína está pronto para a instalação da Granel Química, Nacional Asfalto, Alesat Combustíveis, Login, Frigorífico Minerva, Global Combustíveis, Rodoposto Eldorado, Voetur Cargas, Transporto, Biogreen Combustíveis e Cotril.

A Plataforma de Colinas está pronta para receber instalações da Fertilizantes Tocantins, Nova Agri, Lider Armazens e Login e outras empresas; em Guaraí devem se estabelecer inicialmente a Bunge Açúcar e Álcool S.A. e a Petróleo Tabocão. Na Plataforma Multimodal e Palmas já declararam intenção de se estabelecer as empresas BR Distribuidora, Premium, Global, Petrolíder, Petróleo Federal, Nacional Asfalto, Bunge, Cargil, Granule, Louis Dreyfus Commodities, South American Soy, Argentina Negocios de Granos, Ceagro, Fertilizantes Tocantins, Fertipar, Login, Mac Logística e Cabotagem e Combitans Amazônica.

 

Fonte: Secom

Por: Redação

Tags: Ferrovia Norte-Sul