Campo

Foto: Divulgação

As tecnologias aplicadas na criação de ovinos no Tocantins, nos anos de 2002 a 2009, permitiram um aumento de 160% no rebanho. Para impulsionar a atividade, a Seagro - Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento participa, no período de 29 de março a 1º de abril, da segunda etapa de transferências de embriões em ovinos. A técnica contribui para a formação de um plantel com alta qualidade genética no Tocantins.

O procedimento é uma iniciativa do curso de zootecnia da Faculdade Católica do Tocantins e acontecerá no Centro de Ciências Agrárias da Faculdade, localizado na rodovia TO-050, próximo a Taquaralto.

O coordenador de Fomento Animal da Seagro, Claúdio Sayão, explica que a primeira fase da transferência de embriões ocorreu em caráter experimental. Na segunda, haverá a participação de produtores. Os criadores estão arcando com o custo dos insumos, as matrizes doadoras, os animais reprodutores e a vinda de um consultor.

Dados da Adapec

Agência de Defesa Agropecuária do Estado mostram que o número de animais no Tocantins é de 93.169. Para a diretora de Produção Animal da Seagro, Érika Jardim, a parceria com diversas instituições foram fundamentais para que a ovinocultura despontasse como atividade produtiva do agronegócio tocantinense.

Fonte: Secom