Geral

Foto: Divulgação

A Comissão de Saúde da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), composta por 12 prefeitos, reuniu-se na tarde de ontem, terça-feira, 06, com o secretário estadual da Saúde, o médico Francisco Melquíades Neto. Na ocasião lhe foi relatado o quadro crítico pelo qual passam os Hospitais de Pequeno Porte (HPPs) instalados em muitos municípios do Estado. A devolução dos mesmos ao governo do Estado chegou a ser cogitada por parte de alguns prefeitos, num encontro ocorrido horas antes, no escritório da ATM.

Segundo o presidente da Comissão, Abraão Costa, prefeito de Miranorte, (PMDB), caso não aconteça um socorro financeiro imediato, nessas unidades hospitalares, num prazo de 60 dias, o risco de paralisação nos serviços operacionais e de atendimento médico é muito grande. “Há municípios que não tem condições de adquirir uma cibalena. A folha de pagamento, por outro lado, já começa a sofrer atraso em muitos municípios”, reclama.

Levantamento realizado pelo prefeito João Paulo Ribeiro Filho (DEM), o Paulinho, de Araguacema, mostra que o hospital da cidade vem gerando um déficit de R$ 80 mil a cada mês. O prefeito tem reclamado do grande número de assentamentos que foram criados no seu município e que só geram despesas. “São mais de mil famílias instaladas em pontos diversos da área rural, demandando, com isso, altos investimentos em saúde”, protesta.

Outro ponto que gerou divergência foi sobre o projeto do governo que cria a clínica da mulher. No ponto de vista dos prefeitos, o projeto é um presente de grego, pois transfere aos municípios toda a responsabilidade em mantê-la. Para os chefes do Executivo, o mais indicado seria o governo criar um consultório ginecológico e que esse fosse acoplado aos postos de saúde.

Em sua fala o secretário se comprometeu a reunir-se, já na próxima semana, com o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB), a fim de encontrar uma saída para o impasse.

Participaram da audiência o presidente da ATM, prefeito Valtenis Lino da Silva (PMDB), a prefeita de Brejinho, Miyuki Hyashida (DEM), o prefeito de Aragominas, Antônio Mota (PR), o prefeito de Formoso, Pedro Rezende (PTB), O prefeito de Miranorte e presidente da Comissão, Abraão Costa (PMDB), O prefeito de Araguacema, João Paulo Filho (DEM), o deputado Raimundo Palito (PP), a convite da ATM e o secretário executivo da entidade, Reinan Lopes.

Fonte: Assessoria de Imprensa ATM