Geral

Foto: Lia Mara

A visita da delegação de senadores franceses, que chegou ao Tocantins nesta quinta-feira, 22, é estratégica para a balança comercial do Estado. A observação do governador em exercício, Eduardo Machado, durante audiência com a comitiva no Palácio Araguaia, se refere ao estreitamento das relações entre os parlamentares franceses, o governo do Tocantins e o parlamento brasileiro.

“A visita dos parlamentares espelha uma definição estratégica de governo que passa a ser interessante para a balança comercial do Tocantins”, disse Eduardo Machado, ao acrescentar que o encontro possibilita maior abertura para discutir relações econômicas, políticas e sociais o Tocantins e a França.

Em seguida à audiência, os secretários de Estado apresentaram as potencialidades de negócios do Tocantins. Os franceses demonstraram grande interesse pelo agronegócio tocantinense, devido aos recursos naturais e logísticos disponíveis no Estado, além da localização estratégica. O chefe da delegação e vice-presidente do senado francês, Roland du Luart, também presidente do Grupo de Amizade França-Brasil ressaltou a impressão sobre o Estado. “É um dos maiores e mais dinâmicos Estados em termos de agricultura do mundo e por isso viemos conhecer de perto esta experiência”, destacou o senador francês que demonstrou também interesse pelas belezas naturais do Estado com grande potencial turístico.

Alguns exemplos do agronegócio tocantinense serão demonstrados à delegação nesta sexta-feira, 23. Os franceses percorrerão fazendas de soja e pecuária nos municípios de Gurupi e Pedro Afonso, onde serão destacados o aprimoramento da produção no Estado e a tecnologia empregada neste setor no Tocantins.

A reunião no Palácio Araguaia contou coma participação do senador Leomar Quintanilha, que acompanha a incursão dos franceses pelo Estado, e o presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Júnior Coimbra. Também participaram o presidente da Delegacia Federal da Agricultura no Tocantins, Jalbas Manduca, e a representante do IFTO - Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins, Liliane Guimarães, além de empresários e representantes de órgãos ligados a indústria, comércio e educação superior.

Fonte: Secom