Geral

Foto: Lenito Abreu­

Bananicultores do Projeto de Fruticultura Manuel Alves e região Sudeste do Tocantins terão a oportunidade de esclarecer suas dúvidas sobre a Sigatoka Negra, principal praga da bananicultura. Isso porque a Adapec - Agência de Defesa Agropecuária – realizará nesta sexta-feira, 23, às 14hs, na Câmara Municipal de Porto Alegre do Tocantins, a 310 km de Palmas, uma palestra sobre o assunto.

O diretor de defesa vegetal da Adapec, Luís Henrique Michelin, ministrará a palestra, que deve abordar entre outros assuntos: a real situação da praga no Estado e a adequação ao SMR - Sistema de Mitigação de Risco (medidas de contenção da praga).

“Com a confirmação do foco de Sigatoka Negra no Estado os produtores rurais terão de estar ainda mais atentos, se adequando as novas medidas para contenção de risco da praga”, afirma Michelin alertando sobre a importância da participação de todos os interessados, para a prevenção e cuidado no controle da doença.

Sigatoka Negra

Causada pelo fungo Micosphaerella fijiensis; a pior característica da doença é a velocidade com que o fungo se multiplica e destrói o bananal, podendo dizimar 100% da cultura em pouco tempo. Em março deste ano, após orientação do Mapa - Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, a Adapec destruiu uma lavoura infectada com cerca de seis mil pés da planta, ao Norte do Estado, e adotou o SMR para minimizar os prejuízos ao restante dos produtores de bananas.

Dados

No Tocantins existem 27 unidades produtoras de bananas para exportação, localizadas em 12 municípios das regiões: Central, Norte, Sul e Sudeste. Em 2009, o Estado exportou 4.700 toneladas de banana, das 25.648 toneladas que produziu, em 4.434 hectares de área plantada.

Fonte: Assessoria de Imprensa Adapec